Rollemberg assina decreto de nomeação de 100 agentes e 20 escrivães para a Polícia Civil do DF

79


Print Friendly, PDF & Email

Governo define, nos próximos dias, cronograma de novas convocações

Por Kleber Karpov

O governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB), assinou, na quinta-feira (25/Fev), decreto de nomeação de 100 agentes e 20 escrivães para compor os quadros da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). O anúncio das 120 nomeações foi feito em janeiro, no Palácio do Buriti, durante cerimônia de assinatura do decreto que criou a Delegacia Especializada em Crimes de Intolerância.

Publicidade

De acordo com dados do Sindicado dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF) a PCDF conta com  déficit de aproximadamente 50% do efetivo. Entre os motivos está a falta de reposição do efetivo de agentes que se aposentaram.

Desde 2004, além de não fazer reposição dos quadros,  o GDF remanejou policiais para novas delegacias especializadas criadas desde então, a exemplo da Delegacia da Mulher. Esse cenário permaneceu até 2015, ocasião em que Rollemberg nomeou 48 agentes de polícia, número insuficiente para cobrir o déficit de profissionais.

Com as convocações de 120 dos 427 agentes de polícia e escrivães que aguardavam nomeações, outros 307 devem ficar na expectativa.  Isso porque, de acordo com informações do GDF, o governo deve definir cronograma de novas convocações, nos próximos dias.

Com informações de Agência Brasília