Secretaria de Saúde do DF: “Tudo como dantes no quartel-general de Abrantes”

71
Print Friendly, PDF & Email
Por Kleber Karpov

Uma série de acontecimentos e movimentações políticas que ocorreram desde a crítica do vice-governador do DF, Renato Santana (PSD), ao combate à dengue, questionada pelo governador, Rollemberg (PSB), cria-se expectativas em relação a mudanças no cenário político do DF, entre elas a mudança da secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), Eliene Berg, e até mesmo do secretário de Saúde, Fábio Gondim.

Dois acontecimentos na quinta-feira (4/Fev), podem ser os gatilhos, para o que Gondim chamou de “especulações”, as reuniões de Rollemberg com o presidente do PSD-DF, o deputado federal, Rogério Rosso, e, em outra ocasião, com a deputada distrital, Luzia de Paula (Rede).

Isso porque tais reuniões suscitam nos bastidores políticos, a configuração de um eventual ‘racha’ entre os dois partidos. Primeiro, a relação, aparentemente, ‘azeda’ entre governador e vice. No entanto, ao Política Distrital, Rosso nega a existência de ‘racha’ na relação na base do governo. “Estive com o governador Rodrigo para um café apenas. Avaliamos o quadro econômico e político nacional.”, afirmou Rosso.

Publicidade

Segundo, por especulações de perda de espaço por parte de Santana, no reduto eleitoral, a Região Administrativa (RA) de Ceilândia, que seria administrado plenamente por administrador de indicação de Luzia de Paula. O que também é negado, por meio da assessoria da Deputada. “Houve até publicação que a deputada iria para o PSB, mas não houve essa conversa.”.

No tabuleiro…

Para apimentar o mar de possiblidades, nessa semana, Rômulo Neves, o então chefe de gabinete de Rollemberg, Rômulo Neves, pediu exoneração do cargo, e ingressou no Rede. Mas, aparentemente, essa movimentação no tabuleiro político não repercutiu, até o momento, em implicações mais sérias na atual conjuntura política do DF.

E a Saúde?

A ponte de possível saída de Eliene Berg da SES-DF está na suposta indicação da adjunta à pasta, por parte do Vice-Governador, o que Santana nega com veemência.

Nesse contexto, questionado por Política Distrital, Gondim explica: “Essa história não tem o menor fundamento. É pura especulação. Posso te garantir que eu saberia dela se houvesse a menor possibilidade de procedência.”, afirmou ao ressaltar a boa relação entre os dois: “Doutora Eliene é uma grande parceira e tem uma contribuição importante no processo de mudanças de gestão que estamos promovendo na Secretaria de Saúde.”, concluiu Gondim.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!
Artigo anteriorCelina Leão é recebida na Womens Government e prevê encontro no DF
Próximo artigoA sensação de insegurança e a Polícia Militar