Pediatras e servidores do Hospital Regional do Guará organizam protestos

142


Print Friendly, PDF & Email

Duas manifestações foram agendadas por servidores da Secretaria de Estado de Saúde (SES-DF) do Hospital Regional do Guará  (HRGu), para o dia 2 de dezembro. Uma, em protesto a transferência dos pediatras para outras unidades do DF. A outra mobilização acontece em protesto a nomeação da pediatra, Wilna Célia, transferida recentemente da regional de Núcleo Bandeirante, para assumir a diretoria administrativa daquela unidade.

A manifestação dos pediatras prevê um abraço no HRGu, contra o fechamento temporário da pediatria, ocorre porque os médicos temem que ao transferir os profissionais para uma reforma que deve ocorrer na unidade, que isso possa resultar em cancelamento, permanente ou temporário do atendimento pediátrico no local.  Diariamente cerca de 100 crianças são atendidas no Hospital.

Política Distrital conversou com o secretário de Saúde do DF, Fábio Gondim, que garantiu que os pediatras podem ficar tranquilos que todos retornarão ao HRGu: “Não se trata de um fechamento. É um plano de contingência de 60 dias, que é o prazo dos 63 pediatras que nós estamos nomeando tomem posse. Quando eles tomarem posse todos vão voltar e estruturar a pediatria do hospital do Guará.”, afirmou.

Wilna Célia

A segunda manifestação é organizada por servidores da SES-DF contrários a nomeação de Wilna Célia para a diretoria administrativa do HRGu. Uma nota de chamamento que circula em grupos do aplicativo Whatsapp consta: “Dia 02 de dezembro de 2015 os servidores do hospital do Guará estão organizando um grande abraço em volta do HRGU para pedir a exoneração da pediatra Wilna Célia, coordenadora que destruiu com a saúde do Núcleo Bandeirante, e agora quer ser diretora do hospital. Vamos nos organizar e apoiar os servidores do Guará, eles também não merecem essa herança maldita que o ex secretário João Batista deixou na secretaria.”

Publicidade

De acordo com o Gondim, houve um equívoco na nomeação de Wilna Célia para a gestão do HRGu: “Houve um equívoco com relação à nomeação da Wilna, no sentido que ninguém perguntou para ela se aceitaria o cargo, e ela não aceitou. Então ela foi nomeada, mas ela já disse que não toma posse.”.