SindMédico-DF: Rollemberg manda prender médicos?

50


Print Friendly, PDF & Email

O presidente do Sindicato dos Médicos do DF (SindMédico-DF), Gutemberg Fialho, publicou um vídeo na noite de terça-feira (27/Out) em que denuncia que o govenador, o socialista, Rodrigo Rollemberg (PSB), deixou a Polícia Civil do DF (PCDF), uma ordem expressa de prender o médico em flagrante e levá-lo para a delegacia especializada, em caso de recusa de atendimento.

Segundo Gutemberg: “Eu fui agora a noite surpreendido com notícia de fonte segura de que o governador [Rollemberg] determinou que a Polícia Civil ficasse de prontidão para em  qualquer denúncia  de recusa de atendimento prender o médico em flagrante e levá-lo para a delegacia especializada. Veja a que ponto, a que desespero o nosso chefe do executivo chegou. A informação me foi dada assim que eu cheguei da reunião do colégio de líderes [da Câmara Legislativa do DF (CLDF)] da reunião com a senhora presidente da Câmara Distrital, senhora Celina Leão. Quando eu chego, estava tentando falar com ele e nesse momento o telefone toca e a informação foi essa.”

No vídeo Gutemberg afirma que não existe recusa de atendimento por parte dos médicos, mas há falta de condições de trabalho. O sindicalista lembrou o aumento do número de óbitos por falta de tomógrafos no HBDF, de conserto de manutenção em máquinas de hemodiálise ou ainda da falta de medicação. “Isto não te preocupa ou o senhor não está tomando conhecimento disso?”, questionou Gutemberg e complementa.

O presidente do SindMédico acusa ainda o secretário de Saúde do DF, Fábio Gondim, de repassar informações equivocadas ao Governador e de não conversar com os gestores das unidades de Saúde do DF. “A situação é grave governador e a responsabilidade não é do grevista porque a greve só tem 15 dias. E esse aumento assustador da mortalidade vem do início de seu governo. Ou aumentou no seu governo, a responsabilidade de quem é? É nossa do servidor público ou é do chefe do Executivo em última instância? Fica a pergunta no ar.” atirou Gutemberg.

Política Distrital conversou com a secretária de Comunicação do GDF, Vera Canfran, que nega a existência de tal instrução. “Estou participando de todo esse processo de negociação com os servidores e, em nenhum momento, o governador deu essa ordem.”, e foi além: “eu conversei agora com o diretor da Polícia Civil, Eric Sebba, que afirmou não haver nenhuma instrução do governador nesse sentido.”, concluiu.

Publicidade

Confira o vídeo: