Gestor do IHBDF chama servidores e ‘opositores’ de “horda de hipócritas e mal-caráteres”  

4669
Print Friendly, PDF & Email

Direcionada a servidores e opositores da gestão do Hospital de Base pelo Instituto, deixou profissionais de saúde, revoltados

Da Redação

Uma mensagem atribuída ao Diretor de Atenção à Saúde: Rodrigo Caselli Belém, acabou por vazar, enviada por um amigo do gestor, a um grupo de servidores do Instituto Hospital de Base do DF (IHBDF), que ficaram revoltados. Na nota publicada em um aplicativo de mensagem instantânea, o gestor comemora os 12 meses de “luta por uma assistência e uma gestão de qualidade”. Mas, ao se referir a pessoas contrárias a gestão do Hospital de Base do DF, pelo Instituto, o gestor os chamou de “uma horda de hipócritas e mal-caráteres(sic) que fazem parte de nossa sociedade, dentro e fora do nosso hospital.”.

A denúncia foi encaminhada ao Política Distrital (PD), na noite de domingo (13/Jan), sob sigilo de identidade, que criticou a postura do gestor. “Veja aí a mensagem do Dr Rodrigo Caselli, aos funcionários do HBDF. Denomina de ‘horda de mal-carácteres(sic) e hipócritas’, disse ao observar que “Esses diretores do IHB, em sua maioria, não têm nenhuma ligação com o HBDF, caíram de para quedas lá dentro.”, ponderou ofendida.

Confira a mensagem na integra:

Publicidade

“Palavras do diretor, Rodrigo Caselli:
A todos colaboradores e amigos do IHB, hoje completamos 01 ano nessa incrível jornada chamada Instituto Hospital de Base. Foram 12 meses de luta por uma assistência e uma gestão de qualidade, cujos objetivos se resumiram em oferecer ao nossos usuários e colaboradores o melhor que pudemos. Fomos desafiados diariamente pelas dificuldades habituais caracteristicas de todo um sistema de saúde em crise, mas também por toda uma horda de hipócritas e mal-caráteres que fazem parte de nossa sociedade, dentro e fora do nosso hospital. Desde boicotes até notícias falsas a fim de confundir a sociedade. Mas lutamos bravamente contra todas essas forças, com profissionalismo, sacrifício , espírito de corpo e muuuuuita paciência……Acredito que acertamos, mais do que erramos, mas o aprendizado foi diário e com perseverança e humildade, os processos foram sendo construídos e executados de forma incansável, sem compromissos com o erro ou com desvios de conduta. Cada um deu o seu melhor individualmente e como parte de um time. E esse time chegou longe. Mais do que apenas números e metas no contrato de gestão, a satisfação dos nossos pacientes, acompanhantes e colaboradores nos dá a certeza de que a luta não foi em vão e que vale a pena continuar. Nossa luta é pelo hospital, pela SES, por todo o SUS e pelo Brasil. Por todos os Brasileiros que acreditam num futuro melhor, numa assistência digna e eficiente a sua saúde. O desafio continua, ainda temos um longo caminho para a excelência do cuidado, mas nosso amigo e ex-presidente Ismael nos deixou esse legado e hoje não nos resta outro caminho que não seja seguir para o alto e avante!!! Parabéns a todos que participaram de alguma forma, e àqueles que mantêm a tenacidade e coragem de continuar no desafio de ser a institutiçao de saúde pública de alta complexidade que melhor cuida de pessoas no Brasil!!!” (SIC).

Revoltado, o profissional de saúde explicou o motivo da desmotivação de centenas de servidores da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), lotados no Hospital de Base. “Enquanto isso, os servidores cada vez mais humilhados e fragilizados. Um gestor que não sabe lidar com as dissensões e não aceita o contraponto. Não tem como dialogar com um gestor desse nível.”.

Vale observar que no final de 2018, a gestão do IHBDF, tentou se livrar de mais de 700 servidores, do contingente da SES-DF, que trabalham no hospital. Porém, após reação de representantes de entidades sindicais e de políticos, os gestores foram obrigados a reconduzir boa parte desses profissionais de saúde.

O que diz a SES-DF

Questionada (13/Jan) sobre o assunto, a Assessoria de Comunicação da SES-DF, embora tenha solicitado mais prazo para responder aos questionamentos sobre a conduta do gestor, a pasta não deu retorno. Acionada novamente na quarta-feira (16/Jan), a pasta permaneceu, sem dar resposta sobre os questionamentos.

Em tempo

Vale observar que, os servidores da Saúde, andam céticos quanto as promessas do governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), em relação aos servidores da Saúde, em virtude da tentativa de extensão do modelo de gestão do IHBDF para as demais unidades de Saúde do DF.

Com isso, o discurso do secretario de Saúde, Osnei Okumoto, que sustenta querer trabalhar em ‘parceria’ com os servidores, também pode ficar comprometido, caso o gestor da SES-DF, faça ‘vistas grossas’ em relação a casos como esses.

.