Se eleito, Fraga promete anular criação do Instituto Hospital de Base

982
Print Friendly, PDF & Email

Em convenção do DEM realizada na tarde deste sábado (4/8) o nome do deputado federal foi oficializado como candidato ao Palácio do Buriti

Por Caio Barbieri

O deputado federal Alberto Fraga teve seu nome confirmado, na tarde deste sábado (4/8), na disputa ao Palácio do Buriti. A candidatura do parlamentar foi oficializada na convenção regional do DEM, no Clube da Saúde, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). O coronel da reserva prometeu acabar com o Instituto Hospital de Base (IHB). Segundo ele, os “servidores e médicos serão valorizados. A solução para o serviço público não é a terceirização”.

Fraga destacou as áreas de saúde e segurança serão prioridades entre as suas primeiras medidas, caso seja eleito. “Vou chamar todo o grupamento de segurança e pedir empenho. Porque só motivados podemos combater a violência. É preciso valorizar os recursos humanos que atuam na proteção dos brasilienses”, explicou.

Ele também ressaltou que a mobilidade urbana receberá atenção especial em um eventual governo. “Precisamos investir em corredores de transporte”. Fraga foi secretário da pasta durante a gestão de José Roberto Arruda (PR).

Publicidade

A formalização da candidatura contraria rumores de que ele tentava desistir do projeto de governo para acomodar-se em outra coligação. Até a madrugada deste sábado, Fraga e aliados buscavam conversar com outras lideranças a fim de unir a oposição ao atual governador Rodrigo Rollemberg (PSB) em uma única chapa. As conversas mais recentes foram com o grupo encabeçado por Eliana Pedrosa (Pros) e Alírio Neto (PTB). No entanto, não houve acordo sobre mudanças na atual formatação da aliança já formalizada nas convenções partidárias.

No evento deste sábado, Fraga criticou adversários e as recentes mudanças nas coligações, mas aproveitou para elogiar o companheiro de chapa, Izalci Lucas (PSDB). “Ele conviveu com pessoas sem vergonha, sem caráter e que passaram a rasteira nele”, disse o deputado.

Confusão
Um princípio de tumulto ocorreu durante os discursos realizados na convenção. O militante Deverson Lettieri avançou contra Flávia Arruda (PR), mulher de José Roberto Arruda. O próprio ex-governador e membros do partido acabaram entrando na confusão, que foi controlada por seguranças do local. Lettieri foi administrador do Guará na gestão de Arruda.

Aguarde mais informações.

Fonte: Metrópoles

3

Comentário