Homenagem à uma mulher guerreira da Enfermagem

123
Print Friendly, PDF & Email

Ao longo de minha história com o Jornalismo, sempre flertei e acompanhei de perto a Saúde do DF. E entre tantas guerreiras, uma mulher chama a atenção desse articulista. Técnica em Enfermagem, concursada, aguardando nomeação por parte do GDF, mas acima de tudo uma ativista pelas causas da Enfermagem Unida. Lia Cordeira, como é conhecida, dedica a vida em lutar, sempre ao lado do líder sindical, vice-presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate-DF), Jorge Vianna, a buscar por dias melhores para a enfermagem brasileira.

10347171_911459095537725_971979888989290921_nAtuante do grupo Enfermagem Unida, uma entidade que defende os interesses de profissionais de enfermagem do país, uma das bandeiras de luta do grupo é a redução de carga horária de Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem para 30 horas semanais. Outra bandeira, dessa mulher, guerreira, vem em meio a defesa da nomeação dos profissionais de saúde do DF, junto à Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF).

Onde há um movimento por melhorias das condições de trabalho dessa categoria, Cordeiro, está lá levantando bandeiras, travando discussões e defendendo esses profissionais com tão pouco reconhecimento por parte do governo, e sobretudo, dos pacientes e usuários dos serviços de saúde. Isso porque muitas vezes, diante do desespero de se passar por um tratamento médico, ou de acompanhar um ente querido, despejam dissabores para essas pessoas que dedicam a vida a cuidar dos enfermos.

Nas andanças de Cordeiro, chama a atenção a coragem da profissional de enfermagem, quando em uma convenção partidária do PSD, ocorrida no auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados (25/Jun/14), um grito ecoou do meio da plateia pedindo a regulamentação da jornada de 30 horas semanais aos profissionais de enfermagem, à presidente Dilma Rousseff (PT): “Presidente Dilma, por favor. A Enfermagem te apoia. Nos apoie também. Este presente é seu (Camiseta da Enfermagem Unida), nos ajude. 30 horas já!.”, gritou Cordeiro.

O Projeto de Lei 2.295/2000, há mais de 14 anos no Congresso, já foi aprovado no Senado e nas comissões da Câmara, mas aguarda para ser incluído na pauta de votação do plenário da Casa.

Publicidade

Enquanto isso, ela, a guerreira, escolhida por Política Distrital, acompanha as movimentações de sindicatos, governo, Ministério Público, Tribunal de Contas e continua a bradar pelos quatro cantos das redes sociais, para que o governador, Rodrigo Rollemberg (PSB), nomeie os concursados da SES e do Hospital Universitário de Brasília. Em um gesto pequeno, mas que leva esperança a milhares de pessoas que como ela, aguardam o tão sonhado, lugar ao sol.

Por meio de Lia Cordeiro, este blog estende às profissionais de enfermagem, da saúde, concurseiras e todas as demais mulheres, esta singela homenagem.

Feliz Dia Internacional das Mulheres.

 

6

Comentário