21.5 C
Brasília
19 maio 2024 00:17


Lei obriga hospitais a informarem quantidade de leitos com respiradores

A lei é de autoria do deputado Robério Negreiros

Por Christopher Gama

Entrou em vigor, nesta quarta-feira (6), a Lei nº 7.435/24, que obriga hospitais públicos e privados informar diariamente à Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) a quantidade de leitos disponíveis e ocupados equipados com respiradores. A lei, de autoria do deputado Robério Negreiros (PSD), havia sido vetada pelo executivo, que alegou que ela invadia competência exclusiva do governador. A CLDF, contudo, derrubou o veto em fevereiro deste ano, o que permitiu sua entrada em vigor.

Conforme o texto, hospitais devem fornecer à SES/DF dados precisos sobre a quantidade de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) e semi-intensiva (semi-UTI) equipados com respiradores, bem como a quantidade total de leitos destinados aos pacientes infectados pelo coronavírus. Essa medida visa fornecer informações essenciais para o planejamento e gestão dos recursos de saúde para a continuidade do combate à COVID-19.

A SES/DF fica responsável por compilar e divulgar diariamente os dados recebidos dos hospitais, garantindo transparência e acesso público às informações sobre a disponibilidade de leitos no sistema de saúde.

Negreiros destacou a importância de um fluxo transparente de informações como forma de gerir as políticas públicas de combate a crises sanitárias como sofrida por conta da pandemia de Covid-19. “É importante para pensar a capacidade geral do sistema como um passo para a discussão de políticas de saúde de forma a responder às necessidades decorrentes do COVID-19”, pontuou o distrital em defesa de sua iniciativa.

A norma também prevê penalidades para as unidades de saúde que não adotarem as determinações. Em caso de descumprimento, os hospitais estarão sujeitos a multas de R$ 10 mil por dia não informado, sendo esse valor dobrado em caso de reincidência. As multas aplicadas serão revertidas em favor do Fundo de Saúde do Distrito Federal.

SourceCLDF

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever