22.5 C
Brasília
18 abr 2024 04:35


Ibaneis sanciona lei que acaba com eliminação de aprovados, além das vagas do certame

Projeto de lei do deputado Claudio Abrantes que mantém aprovados em concursos na fila de espera é sancionado pelo governador Ibaneis Rocha

Projeto de lei do lei do deputado distrital Claudio Abrantes que altera o funcionamento dos concursos no Distrito Federal, aprovado na CLDF no início de dezembro último, foi sancionado nesta semana pelo governador Ibaneis Rocha. Dessa forma, com a criação da lei 6.488/2020, que acrescenta o artigo 16-A à Lei Lei 4.949/2012, os candidatos aprovados mas que não tenham sido classificados entre o quantitativo de vagas disponibilizadas no certame não poderão ser considerados eliminados.

“Vejo a permanência desses aprovados como possíveis servidores como uma questão de justiça. Se o candidato teve desempenho suficiente para aprovação, e se há a necessidade de ampliar o contingente, não há por que desclassificá-lo”, justificou Claudio Abrantes. “A medida traz ainda economia ao DF e agilidade à contratação de novos servidores”, completou.

A Lei 4.949, de 15 de outubro de 2012, “estabelece normas gerais para realização de concurso público pela administração direta, autárquica e fundacional do Distrito Federal”. Então, na prática, a lei 6.488/2020, de autoria de Claudio Abrantes e sancionada por Ibaneis Rocha, permite que os candidatos que obtiverem a nota mínima prevista para aprovação cumprirão as fases necessárias para a nomeação, conforme a necessidade nos quadros e a validade do certame.

“Agradeço ao governador Ibaneis Rocha pela sanção ao projeto de lei dessa medida que ocorre em valorização ao trabalho e aos sonhos desses candidatos, que aspiram a uma vaga para o atendimento à população de Brasília”, disse Claudio Abrantes.

Vale esclarecer que o cadastro de reserva segue inalterado. “Mas, agora, mesmo após o chamamento do cadastro de reserva, os demais candidatos aprovados também poderão ser chamados”, explicou Claudio Abrantes.

Além dos novos certames, a lei atinge tanto os concursos em andamento quanto os que se encontram dentro do prazo de validade ou de sua prorrogação.

Informações de Ascom Claudio Abrantes (PDT)

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever