Governo anuncia reformas em unidades de saúde do DF

144


Print Friendly, PDF & Email

Após reformas, hospitais de Sobradinho e Planaltina devem ofertar um total de 77 novos leitos à população

Por Kleber Karpov

O governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB) anunciou novas execuções de reformas e obras nos hospitais regionais de Sobradinho (HRS) e de Planaltina (HRPL). O anúncio ocorreu, na ocasião da entrega de 10 novos leitos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Sobradinho, na manhã de segunda-feira (12/Ago).

De acordo com Ibaneis Rocha, o HRS deve ser reformado e receber 32 leitos de clínica medica no pronto-socorro do hospital. A previsão de entrega da obra é de 30 dias.

O HRPL por sua vez vai receber um novo bloco anexo ao hospital, com 45 leitos, desses 10 para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). “[O novo bloco] também terá hemodiálise e aumento do atendimento ambulatorial, para suprir a rede pública com tudo o que a população precisa”, destacou Ibaneis Rocha.

Publicidade

Paranoá

No sábado (10/Ago), o secretário de Estado de Saúde do DF (SES-DF), Osnei Okumoto, anunciou a realização de reforma no Hospital da Região Leste, antigo Hospital Regional do Paranoá (HRPA). Serviços de manutenção e instalação de novos equipamentos devem revitalizar o pronto-socorro e o centro cirúrgico passarão. Na radiologia também deve ocorrer adequações para instalação do novo tomógrafo. Equipamento deve ampliar em 150% a oferta de exames.

Na emergência, a capacidade de leitos no box vai aumentar de quatro para oito. Já no centro cirúrgico, serão feitas obras de manutenção para eliminar goteiras no telhado. A revisão e modernização do sistema de ar condicionado também estão previstas.

A Unidade Básica de Saúde (UBS) nº 3, que atende aproximadamente 24 mil moradores do Paranoá Parque, também deve receber intervenções para expansão da farmácia.

Farmácia de Alto Custo Ceilândia

Outra unidade a receber obras de reforma é a Farmácia de Alto Custo de Ceilândia. Em primeiro momento, a área de dispensação, situada no bloco A, deve ser reformada, em prazo estimado de 60 dias. Na sequência, o Bloco de Cadastro, também deve passar por obras de melhorias.

Custo

As reformas fazem parte de um aporte financeiro de R$ 43 milhões, destinados por parte do GDF, para a realização de intervenções estruturais na rede pública de saúde.

Com informações de Agência Saúde DF