Policlínica de Planaltina concentra atendimentos transferidos do hospital regional

Print Friendly, PDF & Email

Focado em especialidades ambulatoriais, o centro entrou em atividade em julho. Celcita dos Reis, de 46 anos, agora trata dos problemas cardíacos em um espaço maior e mais confortável

Por Vinicius Brandão

Celcita dos Reis, de 46 anos, tem problemas no coração desde os 20 anos. Paciente do cardiologista Marcos Volpi, que atuava no Hospital Regional de Planaltina, ela passou a ser acompanhada pelo mesmo profissional na policlínica da região. “Como é aqui do lado, a distância não faz diferença, mas o espaço é muito melhor”, constata a cozinheira.

A mudança do local de atendimento foi feita para oferecer à população da região um centro especializado, e não significou gastos financeiros para o Estado. A iniciativa da Secretaria de Saúde é uma das ações que visam facilitar o acesso aos serviços de saúde.

“Com a estrutura maior e focada em atendimento de ambulatório, desviamos esses pacientes do ambiente hospitalar, que pode ser pesado”, avalia Volpi.

O acompanhamento da gestação de Janaina Rodrigues, de 24 anos, também passou para a policlínica. “Aqui é mais tranquilo por ter menos risco de pegar doenças de outras pessoas”, diz. Segundo ela, esse temor fazia o ambiente ficar mais tenso no hospital.

Segundo a obstetra de gravidez de alto risco Sandra Menegucci, médica que acompanha Janaina, essa é a principal vantagem da mudança do serviço para a Policlínica. “O espaço é maior, a sala é mais adequada e a temperatura é melhor para o paciente na sala de espera. Tudo funciona para o conforto das pessoas.”

Em funcionamento parcial desde 3 de julho, essa é a primeira Policlínica de Planaltina. Ela foi instalada no antigo Centro de Saúde 1 da região, ao lado do hospital regional.

Com transição completa prevista para agosto, o centro conta com atendimento em oito especialidades até o momento. Além de pré-natal para gravidez de alto risco e cardiologia, a policlínica tem:

  • Endocrinologia para adultos
  • Endocrinopediatria
  • Geriatria
  • Ginecologia
  • Pediatria geral
  • Pneumopediatria

Farmácia da policlínica atende o dobro de pessoas

A instalação da policlínica também levou melhorias à farmácia, que ganhou um espaço maior e dobrou a capacidade de atendimentoA instalação da policlínica também levou melhorias à farmácia que já existia no prédio. Além de ganhar um espaço maior, ela recebeu os remédios e as demandas do Centro de Saúde 3, de Planaltina.

A instalação da policlínica também levou melhorias à farmácia, que ganhou um espaço maior e dobrou a capacidade de atendimento. Foto: Renato Araújo/Agência Brasília

Segundo o técnico farmacêutico Júlio Garcia, a sala onde os remédios são guardados agora é 70% maior que a anterior, o que permitiu aumentar o número de pessoas atendidas. “Antes eram cerca de 300 pacientes por dia. Na quarta-feira (12), atingimos mais ou menos 600, e a cada dia aumenta mais.”

Com a alteração dos serviços, o atendimento de atenção primária que era feito no Centro de Saúde 1 foi transferido para a Unidade Básica de Saúde 3, no mesmo setor hospitalar, próximo ao hospital regional.

Fonte: Agência Brasília

0

Kleber Karpov

@KleberKarpov Jornalista (MTB 10379-DF) Perfil Acadêmico e Profissional Pós-Graduando em Auditoria em Serviços de Saúde (ICESP-DF) Graduado em Jornalismo (ICESP-DF); Ciências Políticas (Veduca/USP); Consultor em Tecnologia da Informação; Consultor em Marketing Político; Coordenador de Campanhas políticas ou institucionais; ex-Assessor Parlamentar na Câmara Federal; Vice-Presidente da Associação Brasiliense de Blogueiros de Política (ABBP); Projetos Pessoais e Sociais: Criador do projeto www.queromeucarrodevolta.com.br (2012), para vítimas de roubos e furtos de veículos; Editor e Apresentador do telejornal Quero Meu Carro de Volta Apresentador do Panorama Político (Rádio Federal) Envie sua sugestão de pauta: Whatsapp: (61) 99606-2984 E-Mail: karpovls@gmail.com

Você pode gostar...

Comentário