Distritais devem votar derrubada do veto do pagamento do proporcional das 4h, nesta terça

Auxiliares e técnicos em enfermagem devem comparecer à sessão sessão plenária na Câmara Legislativa para acompanhar a votação da demanda das categorias

133
Print Friendly, PDF & Email

Os deputados distritais devem votar, na tarde desta terça-feira (26/10), a derrubada de diversos vetos, dentre eles o pagamento do proporcional das 4h. Auxiliares e técnicos em enfermagem devem comparecer à sessão sessão plenária na Câmara Legislativa para acompanhar a votação da demanda das categorias.

No último dia 14, o secretário da Economia, André Clemente anunciou que o GDF (Governo do Distrito Federal) vai realizar o pagamento de todas as alterações salariais previstas em lei nº 5.174/13, que prevê o pagamento da proporcionalidade das 4h passará a ser cumprida do início de 2022.

O pagamento das 16h mensais é uma luta antiga do Sindate (Sindicato dos Auxiliares e técnicos em Enfermagem do Distrito Federal). O não pagamento chegou a motivar uma greve de 30 dias em 2016. A expectativa é que o Governado do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), encaminhe, nos próximos dias à Câmara Legislativa, um pedido de reajuste orçamentário para a liberação da verba para pagamento no ano que vem.

Publicidade

O diretor do Sindate Newton Batista comentou a conquista. “Depois de vários anos de luta, chegou a hora de reparar essa injustiça cometida com os servidores. E em meio a crise financeira o pagamento chegará em boa hora. A próxima ação é lutar pelo reajuste salarial visto que já estamos há mais de 10 anos sem alterações no contracheque”, afirma.

Segundo Sindate, todos os profissionais que fazem 40hs passarão a receber o pagamento. Atualmente, cerca der 90% dos servidores técnicos e auxiliares em enfermagem trabalham 40 horas semanais. No total, a categoria possui 11 mil servidores atendendo a rede pública de saúde do Distrito Federal.

 

Artigo anteriorTV Câmara Distrital, no canal 9.3, vai ao ar pela primeira vez
Próximo artigoIbaneis marca para 3 de novembro inicio da flexibilização do uso de máscaras em ambientes abertos no DF