15.5 C
Brasília
20 maio 2024 06:19


Cidade Estrutural chega aos 20 anos com mais equipamentos públicos

A celebração de aniversário será neste sábado (27), na Praça Central, em frente à Administração Regional, das 8h às 13h. Tradicional corte do bolo está marcado para as 10h

Há 23 anos, Tânia Maria França, de 46 anos, chegou à Cidade Estrutural para trabalhar no antigo lixão. Ao longo dos anos, ela testemunhou todas as transformações pelas quais a região passou. Neste sábado (27), a Região Administrativa SCIA/Estrutural celebra 20 anos com significativos investimentos do Governo do Distrito Federal (GDF) nos últimos anos. Desde 2020 foram investidos mais de R$ 50 milhões em equipamentos públicos na cidade, sem contar o aporte na Via Estrutural que beneficia diretamente os moradores. A festa será na Praça Central, em frente à Administração Regional, das 8h às 13h, com direito ao tradicional corte do bolo, às 10h.

“A Estrutural era uma pequena invasão, repleta de barracos de lona ou madeirite. Não tínhamos nada aqui, nem escolas, postos de saúde… absolutamente nada. Ao ver o que a cidade é hoje, sempre afirmo que estamos no paraíso, porque conquistamos muitas coisas ao longo dos anos. Tudo foi alcançado com muita luta. Criei meus filhos e agora crio meus netos. Esta é a cidade que amo e da qual não saio”, relata Tânia Maria.

Desde 2020 foram investidos mais de R$ 50 milhões em equipamentos públicos na RA SCIA/Estrutural, sem contar o aporte na Via Estrutural que beneficia diretamente os moradores | Fotos: Paulo H. Carvalho/ Agência Brasília

Desde 2020 para cá, a Estrutural ganhou um dos maiores complexos de reciclagem da América Latina; a 8ª Delegacia de Polícia; a nova sede do conselho tutelar; uma agência do trabalhador; um posto de atendimento da Codhab; abrigos de ônibus; e papa-lixos.

“A cidade surgiu ao redor do lixão, enfrentando grandes embates e desafios durante o processo de regularização, até alcançar esse estágio de desenvolvimento. Temos vários equipamentos em construção, como a reforma da Unidade Básica de Saúde, a creche pública, a biblioteca, e ainda estão previstos o 15º Batalhão da Polícia Militar, uma Unidade de Pronto Atendimento e um grupamento do Corpo de Bombeiros”, destaca o administrador Alceu Prestes.

Equipamentos públicos

Tânia Maria França está há 23 anos na Estrutural e viveu as melhorias: “Ao ver o que a cidade é hoje, sempre afirmo que estamos no paraíso”

Em breve, a cidade ganhará a primeira creche pública e o Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) está sendo construído na Quadra 3 do Setor Leste. O investimento do GDF é de cerca de R$ 3,4 milhões e atenderá 94 crianças de até 6 anos em período integral. “É uma demanda grande da comunidade; as mães terão um espaço para deixar as crianças de forma mais segura, com uma estrutura adequada. Temos muitas crianças nessa faixa etária e esta primeira creche pública será um grande avanço para a cidade”, completa Prestes.

Atualmente, estão sendo realizados os serviços de acabamento da edificação, como pintura das partes internas e externas, instalação de cerâmicas, entre outros. Toda a estrutura de alvenaria já está pronta, assim como a cobertura do prédio e as instalações elétricas e hidráulicas. A previsão é que a cidade receba mais duas escolas, incluindo uma voltada para o ensino médio.

O GDF anunciou também o investimento de R$ 24,5 milhões para a construção de uma nova Unidade Básica de Saúde e do novo Batalhão da Polícia Militar, os terrenos para a construção dos equipamentos já foram escolhidos.

Diversão e lazer

A cidade ganhará a primeira creche pública e o Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi) está sendo construído na Quadra 3 do Setor Leste

Para a diversão e lazer as 1.450 crianças matriculadas nas 150 turmas ofertadas pelo COP local foram beneficiadas com as ações de zeladoria no local. A estrutura conta com três piscinas — uma infantil e duas semiolímpicas — que estavam inutilizadas devido à falta de aquecedor. Na unidade da Estrutural, o GDF aportou R$ 233,9 mil para deixar as piscinas com água aquecida e instalar pastilhas novas.

Além disso, a cidade ganhou o novo campo sintético do Parque Urbano, um dos maiores do DF, que recebeu aporte de mais de R$ 1,2 milhão. O local virou ponto de encontro da garotada e ganhou um sistema de drenagem reforçado, piso de grama sintética e traves trocadas e alambrados e iluminação, substituídos.

Infraestrutura

Na parte de infraestrutura, a Cidade Estrutural tem se beneficiado com novas redes de saneamento. Os moradores da Quadra 2, Chácara do Suzano e do Setor Oeste agora têm acesso a serviços de água e esgoto. Somente na Quadra 2, a primeira a receber os serviços, foram construídos 2,8 mil metros de rede com 371 ligações para atender cerca de 300 lotes. O investimento nesta região é de R$ 1 milhão, com recursos da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb).

Outra obra importante que beneficiou os moradores em termos de mobilidade foi a entrega da reforma da Via Estrutural (DF-095). A obra, que contou com um investimento de R$ 80 milhões, foi concluída em dezembro pelo GDF. Para o gestor local, a via é crucial para os residentes de diversas maneiras. “A primeira questão é o grande fluxo de pessoas deixando a cidade. Tínhamos engarrafamentos que se estendiam até a região da Cidade do Automóvel. A qualidade da pista permitiu mais fluidez do tráfego e facilitou a entrada e saída dos moradores”, destaca Prestes.

 

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever