13.5 C
Brasília
28 maio 2024 07:04


Cursos técnicos para a formação de novos Agentes de Saúde oferecem 180 mil vagas

Municípios podem aderir ao Mais Saúde com Agente até o dia 8 de fevereiro

Municípios interessados em aderir ao Programa Mais Saúde com Agente, já podem fazê-lo. O edital de adesão foi publicado nesta quarta-feira (24) e uma retificação sobre o cronograma foi publicada no dia 26. Gestores locais de saúde devem aderir, via  sistema e-Gestor, entre os dias 1º e 8 de fevereiro de 2024. A segunda turma do programa oferta 180 mil vagas para os cursos técnicos de Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e de Agentes de Vigilância em Saúde com Ênfase no Combate às Endemias (ACE).

“A ação é uma estratégia para ampliação do programa com objetivo de preparar agentes para as novas atribuições das categorias e para os desafios que se apresentam no trabalho em saúde nas comunidades. Com isso, buscamos qualificar ainda mais essas e esses agentes para um sistema público de saúde resolutivo, justo e participativo”, pontua a secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Isabela Pinto.

Em 2023, os cursos tiveram mais de 235 mil inscrições homologadas e abrangeu 98% dos municípios brasileiros. Com 200 mil vagas ofertadas, a iniciativa diplomou 90% dos estudantes e se tornou o maior curso de formação técnica – no formato híbrido – voltado para o Sistema único de Saúde (SUS).

Sobre a iniciativa

O Mais Saúde com Agente é uma ação do Ministério da Saúde, em parceria com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul e as Escolas de Saúde do SUS.

O objetivo da iniciativa é habilitar os agentes para qualificar ainda mais o cuidado realizado por esses profissionais da saúde nos territórios; ampliar a vigilância em saúde e o combate às endemias; e a resolutividade da Atenção Primária à Saúde, buscando melhor a saúde da população e fortalecer SUS com a integração do trabalho de ACS e ACE.

Esses profissionais da saúde têm papel significativo para a Estratégia Saúde da Família, pela universalização do acesso e promoção da saúde, no campo da vigilância em saúde, com a prevenção e o controle de doenças e agravos nos territórios. Além disso, eles estimulam a participação popular por meio do cuidado comunitário e da mobilização social.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever