22.5 C
Brasília
21 maio 2024 00:36


Córrego Olaria: Brazlândia deve receber nova fonte de captação de água

Córrego Olaria será a nova fonte usada para abastecimento

O Sistema de Abastecimento de Água de Brazlândia irá ganhar um reforço. A Caesb está implantando uma nova captação superficial de água bruta no córrego Olaria. A captação será feita antes da estação fluviométrica Olaria.

A nova adição ao sistema também terá uma elevatória de água bruta e uma adutora, que transportará a água captada até a Estação de Tratamento de Água Brazlândia.  A adutora terá capacidade de transportar 40 litros/segundo. A obra terá 7.304 metros tendo início na elevatória de água bruta do Olaria, seguindo às margens da BR-080 até a DF-430, avenida São José até a ETA Brazlândia.

O sistema de produção de água de Brazlândia conta atualmente com dois pontos de captação superficial, o Capão da Onça e o Barrocão, além de dois poços tubulares profundos, localizados um em cada captação citada, para reforço do abastecimento, caso necessário.

Para o tratamento da água bruta captada há uma estação de tratamento de ciclo completo (ETA Brazlândia) com capacidade nominal de 165 l/s. A partir da ETA, a água é conduzida ao reservatório apoiado (RAP) Brazlândia, que possui três câmaras com capacidade nominal de armazenar 1.000 m³ de água potável cada uma. Para atendimento aos pontos altos da rede de distribuição, na área do RAP, há ainda um Reservatório Elevado, com altura total de 30 metros e capacidade útil de até 110 m³ e uma estação de bombeamento, denominada booster, com capacidade de transferir até 35 l/s.

Segundo o presidente da Caesb, Luís Antônio Reis, a nova captação no Olaria visa garantir o atendimento pleno da demanda da população de Brazlândia por água potável, inclusive nos períodos mais críticos de estiagem. “Lembramos que mesmo com esse reforço, ainda há necessidade do uso racional de água, pois é um bem precioso para a manutenção da vida e das atividades do cotidiano, mas que tem se tornado escasso”, lembra.

O gerente dos Sistemas Produtores de Água Descoberto e Brazlândia, Wellington Ribeiro de Freitas, esclarece que há vários fatores que vêm contribuindo, em diferentes graus, para a escassez da água nessa localidade como, por exemplo, as características hidrográficas da região do DF, dotada de corpos hídricos com baixas vazões, questões relacionadas ao uso e ocupação do solo, e as variações de pluviosidade ano a ano, que podem estar relacionadas ao fenômeno de mudança climática mundial.

No ano de 2022, o Sistema de Abastecimento de Água de Brazlândia produziu uma vazão média de 102 l/s, para o atendimento da demanda por água potável de cerca de 60 mil habitantes de Brazlândia.

O valor aproximado das obras é de R$ 11,5 milhões a previsão de término dos serviços é junho de 2024.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever