19.5 C
Brasília
25 fev 2024 09:59


Jorge Vianna participa de encontro de famílias assistidas por reprodução humana do HMIB

Responsável por destinar, ao longo do mandato, emendas parlamentares ao HMIB, Vianna defende que enviar recursos para reprodução humana assistida é sinônimo de investir em sonhos

Por Kleber Karpov

O deputado distrital, Jorge Vianna (PSD), participou na quarta-feira (7/Dez), da Festa dos Bebês, encontro em que mais de 20 famílias celebraram a importância do Hospital materno Infantil de Brasília (HMIB), na realização do sonho de casais de se tornarem pais. Uma das três unidades, referência em reprodução humana assistida do país, o HMIB, para muitos, é a última esperança para a tão sonhada gravidez.

Sob esse prisma, Vianna acabou por receber os agradecimentos, de Elizabete Souza, mãe da pequena Isabelly, que expressou gratidão ao deputado, responsável por destinar recursos, proveniente de emenda parlamentar, para a manutenção do HMIB. “No começo, foi muito difícil, mas era um sonho nosso. Na época, sempre faltavam recursos e não ficamos apenas esperando. Com isso, o deputado surgiu com ajuda para obter os recursos. Agradecemos primeiramente a Deus e, em seguida, a ele, que nos ajudou com as emendas. Estamos muito gratos por ver esse sonho realizado.”

Jorge Vianna comemora com usuários do SUS que passaram por gestação assistida pelo HMIB – Foto: Wilter Moreira

Vianna por sua vez falou sobre a importância do HMIB ao ofertar atendimento especializado em reprodução assistida aos usuários do SUS, no Distrito Federal, e ratificou o compromisso de sempre, ao longo do mandato, destinar recursos para a manutenção do Hospital, em especial, por ser uma unidade de realização de sonhos.

“E eu vejo o quanto é importante esse serviço de reprodução humana no HMIB, e todo ano envio recursos para o HMIB e para a reprodução humana, para realizar o sonho dessas mulheres. É gratificante ver essas famílias realizando seus sonhos. A reprodução assistida é uma área que merece atenção e investimento, e estou comprometido em continuar apoiando iniciativas que promovam o bem-estar das famílias brasileiras.”, disse Vianna.

Responsabilidade

A médica Mariana Roller explica que, para acessar o serviço, é preciso passar primeiro pela UBS. Fotos: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF

E, no HMIB, sonho é algo levado muito a sério. Ao menos é o que apontou a médica, da Referência Técnica Administrativa (RTA) de Reprodução Humana Assistida, Mariana Roller, ao trazer números, ao longo desse ano, com as realizações de 141 fertilizações in vitro, 37 inseminações intrauterinas e 55 transferências de embrião congelado.

Aqui trabalhamos com a realização de sonhos de muitos pacientes que querem ter seus filhos e deixarem seus legados no mundo. A maioria dos casais que chegam até aqui possuem algum problema que dificulta uma gestação natural”, disse Mariana, ao lembrar que “este é um momento de comemorar, pois são tratamentos longos e árduos.”, concluiu.

Precursores

Como bem lembrou, em 2021, a médica ginecologista Rosaly Rulli, especialista em reprodução humana pela Universidade de Milão e precursora da implantação da assistência no DF,  a capital do país foi a primeira da região Centro-Oeste a implantar o serviço. “Em 1998 não existiam centros públicos de reprodução assistida, fomos os primeiros do Centro-Oeste a trazer esse serviço para os casais que não tinham condições financeiras para arcar com o tratamento”, recordou à época.

A médica ginecologista Rosaly Rulli, precursora do projeto para tratamento de reprodução humana assistida no DF, se emocionou com o encontro – Fotos: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF

Durante o encontro dessa quarta-feira, já aposentada, Rosali Rully se emocionou com a felicidade estampada no rosto de cada pai e mãe em meio às crianças. “Minhas raízes estão aqui, pois dediquei anos da minha vida realizando sonhos. Hoje, a equipe está consolidada e as flores deste trabalho são estes bebês, nossa maior vitória. É um trabalho árduo, mas espero que essas crianças sejam a benção da vida de vocês”, destacou.

Reprodução Humana

Segundo Mariana Roller, o serviço de Reprodução Assistida (RA) conta com os seguintes procedimentos: coito programado (CP), inseminação intrauterina (IIU), fertilização in vitro (FIV), congelamento de embrião, transferência de embriões congelados (TEC), punção de epidídimo (PESA) e congelamento de sêmen prévio ao tratamento. Tais procedimentos respeitam normas e critérios de acordo com a idade da mulher.

A reprodução humana é a parte da medicina responsável por auxiliar na concepção de bebês. O objetivo final é ajudar indivíduos com dificuldades de procriar a conseguirem iniciar a jornada da maternidade e da paternidade. Importante ressaltar que o HMIB é credenciado pela Rede Latino-americana de Reprodução Humana e foi reconhecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por realizar um serviço de alto nível.

Acesso ao serviço

Pessoas interessadas em passar por atendimento com a finalidade de passar por reprodução humana assistida, começar por intermédio de uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Isso porque, as consultas são agendadas e obedecem à fila do Sistema de Regulação (SISReg) da Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF). A UBS, por sua vez, encaminha o usuário do SUS para consulta com ginecologista e, em decorrência da avaliação médica, a pessoa candidata à engravidar recebe encaminhamento para o serviço no HMIB.

Confira aqui as regras. (LINK Reprodução humana – Secretaria de Saúde do Distrito Federal)

 

 

LEIA TAMBÉM

Brasília
céu limpo
19.5 ° C
19.5 °
18.1 °
88 %
1.5kmh
0 %
dom
26 °
seg
26 °
ter
26 °
qua
27 °
qui
29 °