20.5 C
Brasília
23 fev 2024 21:12


Cinema e homenagem a Cazuza encerram o HIVida no Espaço Renato Russo

Último fim de semana do evento tem programação gratuita e diversas atrações para conscientizar sobre HIV e Aids

Josiane Borges

Os brasilienses têm até este domingo (10) para conferir o projeto HIVida – Celebrar a Vida para Eliminar a Epidemia de Aids, com atividades culturais, debates e workshops que estão ocorrendo no Espaço Cultural Renato Russo, na Quadra 508 Sul. Neste fim de semana, o espaço abrigará uma mostra de cinema com a exibição de filmes premiados sobre HIV e Aids e uma homenagem aos 65 anos do cantor Cazuza.

“A mostra de cinema será com longas premiados que abordam a temática. Teremos também o lançamento de um curta de um jovem cineasta. O escritor de São Paulo Ramon Nunes Mello, que está escrevendo um livro sobre o tema, participa da homenagem a Cazuza e apresentará um material inédito que será lançado no próximo ano. O público que vier no sábado terá programação para o dia inteiro”, explica o oficial de Comunicação da Unaids, Renato Guimarães.

 

Lançamento do projeto HIVida, com atividades culturais, debates e workshops | Foto: Divulgação/Beatriz Braga

A programação gratuita deste fim de semana inclui também a mostra A potência em imagens, do fotógrafo americano Sean Black.

O HIVida começou no dia 30 de novembro e tem a Aids como centro das discussões sociais, culturais e políticas. Além disso, faz alusão ao Dezembro Vermelho, uma grande mobilização nacional de luta contra o vírus HIV e a doença.

Integra a programação a mostra ‘A potência em imagens’, do fotógrafo americano Sean Black | Foto: Divulgação

Confira a programação:

⇒ Sábado (9)
→ 9h às 12h
Workshop Terapia Comunitária Sistêmica – Sala Multiuso

→ 15h às 16h
Lançamento do curta-metragem Poder Falar – uma autoficção, de Evandro Manchini

→ 16h às 18h
Homenagem Cazuza, 65 anos – Leitura de poemas/canções de Cazuza, com o poeta, escritor e jornalista Ramon Nunes Mello

→ 18h às 23h
Cinema Mostra Aids com os filmes:
– Carta para além dos muros
– Prazer em conhecer
– HIV 40 anos: Aids e suas histórias
– Uma carta insone

⇒ Domingo (10)
18h às 22h: Encerramento do Projeto HIVida
Pátio do Museu Nacional da República

Participação do GDF

O evento é organizado pelo Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) e em parceria com os órgãos federais, ONGs e empresas. O Governo do Distrito Federal (GDF) participa da iniciativa por meio das secretarias de Saúde (SES-DF) e de Cultura e Economia Criativa (Secec).

“O Espaço Renato Russo é uma referência em Brasília, e a cultura é uma forma de atrair as pessoas para dentro das discussões tão importantes como HIV e Aids. Tivemos atividades culturais como mostra de fotografia, recebemos adolescentes do ensino médio para falar sobre o assunto. Tudo isso para chamar a atenção das pessoas para a temática, já que não se tem falado muito. Os jovens acham que o vírus não é mais um problema. A nossa ideia é conscientizar e informar”, destaca Guimarães.

De acordo com dados do HIVida, cerca de 730 mil pessoas estão em tratamento no Brasil, sendo que 654 mil têm o vírus indetectável no corpo. Em 2023, ocorreram 50 mil novas infecções e quase 11 mil mortes relacionadas à Aids.

Já no DF, de acordo com o Informativo de Situação Epidemiológica do HIV e da Aids, entre 2018 e 2022, o coeficiente de mortalidade pela doença diminuiu 21,6% na capital. O documento aponta que o índice de óbitos por 100 mil habitantes na região caiu de 3,3 para 2,7 no período. Houve ainda redução nos casos de Aids e de infecção pelo HIV de 9,8 para 7,3 por 100 mil habitantes.

LEIA TAMBÉM

Brasília
trovoada
20.5 ° C
20.5 °
19.8 °
94 %
3.1kmh
75 %
sáb
26 °
dom
26 °
seg
27 °
ter
26 °
qua
21 °

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever