20.5 C
Brasília
29 fev 2024 05:30


Preocupados com situação do BRB e do IPREVDF, sindicatos e entidades do DF se reúnem para avaliar cenário

Entidades querem contratar auditorias financiera especializada e jurídica para compreender eventuais impactos da vida financeira das instituições ao funcionalismo público do GDF

Por Kleber Karpov

Ao menos oito entidades sindicais classistas e uma associação, representantes de servidores públicos do Distrito Federal se reuniram, na terça-feira (28/Nov), para discutir a situação financeira do Banco de Brasília (BRB) e do Instituto de Previdência dos Servidores do Distrito Federal (IPREV-DF). O foco da preocupação está relacionado ao impacto que eventuais crises nas instituições possam refletir e impactar na vida, tanto do funcionalismo, na ativa, quanto de aposentados e pensionistas do GDF.

Auditoria

Dentre as deliberações das entidades, está a contratação de uma empresa especializada em auditoria financeira, bem como de se estabelecer uma auditoria jurídica, “comum ao movimento sindical dos servidores públicos para avaliar e acompanhar a situação do banco, do Instituto de Previdência e do plano de saúde dos servidores”, em relação as duas instituições. Demandas essas que devem ser referendadas em outras reunião, ampliada, agendada para o dia 12 de dezembro.

Foto: SindMédico-DF

Participaram da reunião, representantes dos sindicatos dos Médicos do Distrito Federal (SindMédico-DF),  dos Tecnicos e Auxiliares em Radiologia do Distrito Federal (Sintar-DF), dos Odontologistas do Distrito Federal (SODF), dos Servidores Integrantes da Carreira de Fiscalização de Atividades Urbanas do DF (Sindafis-DF), dos Servidores Públicos Civis da Administração Direta, Autarquias, Fundações e Tribunal de Contas do Distrito Federal (Sindireta), dos Enfermeiros do Distrito Federal (SindEnfermeiro) e dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem no Distrito Federal (Sindate), além da Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do DF (Aspes-DF) e da Caixa Assistencial De Beneficios Dos Servidores Do Governo Do Distrito Federal (Cabs GDF).

Preocupações

Ao longo do mês de novembro, tanto a gestão do IPREV-DF quanto do BRB foram convidados a prestar esclarecimentos à Câmara Legislativa do DF (CLDF), em decorrência de matérias veiculadas na imprensa no caso do banco e de denúncias no que tange ao Instituto de Previdência.

IPREV-DF

Em relação ao IPREV-DF,  a deputada distrital, Paula Belmonte (Cidadania) chegou a realizar uma audiência pública, presidida pela Comissão de Fiscalização, Transparência, Governança e Controle da Câmara Legislativa (CFTGC/CLDF)(16/Out) em que anunciou a deliberação de realização de auditoria, proveniente de audiência anterior realizada em maio desse ano. De acordo com a parlamentar, a demanda solicitada ao Tribunal de Contas do DF (TCDF) foi aprovada e conta com data para o início. “Foi autorizado aqui por essa Comissão uma auditoria  do IPREV do qual  Tribunal de Contas já deliberou e tem data para se iniciar.”, disse na ocasião, em decorrência de denúncias por haver “baixo rendimento dos fundos administrados pelo Instituto”.

Veja a audiência pública da CLDF sobre o IPREVDF

BRB

O BRB por sua vez, também, após veiculações na imprensa sobre divergências nos números e de publicitação de informes do banco que apontam uma perda de R$ 455 milhões com a plataforma digital com o Flamengo, Nação BRBFla, até junho deste anos, o presidente do banco, Paulo Henrique Costa, se reuniu, por quatro horas, com os 24 deputados, ocasião em que deu aos parlamentares, um panorama da situação financeira da Instituição fiananceira.

Algo que, na ocasião, o presidente da CLDF, Wellington Luiz (MDB), classificou com positivo. “A avaliação é extremamente positiva. Todos os parlamentares questionaram e fizeram apontamentos, que foram prontamente atendidos pelo presidente do Banco”, explicou Wellington.

O que dizem partes

Política Distrital (PD), acionou tanto o IPREV-DF em relação a preocupação das entidades sindicais, bem como o BRB, em que PD questionou ainda outras demandas em relação ao funcionalismo público. O Banco, por sua vez, solicitou uma extensão do prazo, para dar um posicionamento para a próxima segunda-feira (4/Dez), que deve ser contemplada em outra matéria na mesma data. O IPREV-DF, por sua vez, até a publicação da reportagem, não retornou o contato.

 

LEIA TAMBÉM

Brasília
céu pouco nublado
20.5 ° C
20.5 °
17.6 °
83 %
0.5kmh
20 %
qui
30 °
sex
30 °
sáb
29 °
dom
27 °
seg
26 °

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever