22.5 C
Brasília
23 abr 2024 01:11


85 vagas: Servidor do GDF e aluno da rede pública podem concorrer a bolsas de estudos

São oferecidas 85 vagas para 21 cursos superiores, entre os quais estão direito, administração, pedagogia e letras

O Governo do Distrito Federal (GDF) lançou o tradicional concurso para seleção do Programa de Concessão de Bolsas de Estudos, realizado semestralmente. Há vagas abertas no Centro de Ensino Unificado do DF (UDF), conforme o Edital 1, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta quinta-feira (16). Ao todo, são oferecidas 85 vagas destinadas aos servidores e empregados públicos do Distrito Federal e aos egressos da rede pública de ensino.

O programa existe desde 1968 e é fruto da cessão de uso do terreno onde o centro universitário está instalado e atualmente está sob gestão da Escola de Governo do DF (Egov), órgão da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Administração (Seplad). As inscrições podem ser feitas a partir de 29 de novembro e os candidatos contemplados terão direito a uma bolsa integral para cursar o ensino superior, com início das aulas previsto para fevereiro de 2024.

Arte: Divulgação/ Segov

O processo para concessão das bolsas terá etapas distintas de seleção para servidores públicos e sociedade civil. No caso dos candidatos da administração pública, serão levados em conta o tempo de serviço, a assiduidade, o número de dependentes, a remuneração e o nível de escolaridade.

“Fomentamos oportunidades e transformamos vidas com este programa. Muitas famílias inteiras são beneficiadas com a chance de um ensino superior gratuito e de qualidade”Juliana Tolentino, diretora-executiva da Egov

O edital contempla os 21 cursos presenciais do centro universitário, como direito, administração, pedagogia e letras português/inglês. Para os candidatos da sociedade civil, as exigências incluem a conclusão dos três anos do ensino médio em escola da rede pública de ensino do DF; ter realizado a última edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no ano de 2022 e ter obtido média mínima de 400 pontos; além de comprovar hipossuficiência de renda familiar.

A diretora-executiva da Egov, Juliana Tolentino, destaca que a iniciativa já transformou a vida de milhares de famílias do DF. “Fomentamos oportunidades e transformamos vidas com este programa. Muitas famílias inteiras são beneficiadas com a chance de um ensino superior gratuito e de qualidade. Atualmente, mais de 400 bolsistas seguem matriculados no UDF”.

Para conferir o edital e obter mais informações sobre o processo seletivo acesse o link da página do programa.

LEIA TAMBÉM