21.5 C
Brasília
23 abr 2024 03:03


Mais abrangente, PDAD 2023 traçará perfil das áreas rurais do DF

Incorporação da Pdad Rural ao formato ampliado da pesquisa permitirá um levantamento mais fiel da realidade da capital federal

Por Victor Fuzeira

A Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios Ampliada (Pdad-A) de 2023 incorpora, pela primeira vez, dados essenciais das áreas rurais do Distrito Federal. Essa inclusão representa um passo importante para tornar o levantamento ainda mais fiel à realidade da capital federal, fornecendo ao Executivo informações capazes de embasar políticas públicas governamentais.

A Pdad Rural foi criada em 2022 como um estudo conduzido de forma independente da pesquisa. Na ocasião, foram visitados 6 mil domicílios localizados em 208 comunidades rurais.

“Essa decisão traz ganhos para o estudo, que passa a ser mais completo e abrangente”Rodrigo Borges, coordenador de Estatística e Pesquisas Socioeconômicas do IPEDF

Para o coordenador de Estatística e Pesquisas Socioeconômicas do Instituto de Pesquisa e Estatística do DF (IPEDF), Rodrigo Borges, a incorporação das áreas rurais à Pdad  representa um avanço. “Essa decisão traz ganhos para o estudo, que passa a ser mais completo e abrangente”, enfatiza. “É uma medida que permite haver uma comparabilidade plena entre as regiões do DF, uma unificação com ganho de escala e expertise”.

Para este ano, o planejamento da pesquisa prevê o alcance a 450 domicílios rurais. A meta do estudo é visitar 25 mil unidades residenciais, gerando informações capazes de representar a população do Distrito Federal.

450previsão de domicílios rurais visitados

“Nós teremos um processo de coleta único, com equipes nas regiões administrativas, contemplando tanto a parte urbana quanto a rural. Em alguns casos, as visitas aos domicílios ocorrerão de forma simultânea nas duas áreas”, afirma o pesquisador.

Borges explica que os questionários aplicados nos domicílios rurais seguirão o mesmo formato das perguntas feitas aos moradores das áreas urbanas. No entanto, haverá uma contextualização levando em consideração a realidade de cada região abrangida. “Isso é importante para que tenhamos um retrato ainda mais fiel da realidade nessas localidades”, finaliza.

Mais novidades

A inclusão da Pdad Rural na pesquisa não é a única novidade. Outro levantamento absorvido pelo estudo foi a Pesquisa Metropolitana por Amostra de Domicílios (Pmad). Desta forma, a Pdad-A apresentará, em comparação com as edições anteriores, um formato mais amplo, com novos sistemas metodológicos e logísticos.

As coletas de informações terão início em novembro e serão realizadas nas 35 regiões administrativas da capital, além de 12 municípios goianos que integram a Região Integrada de Desenvolvimento (Ride): Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Cristalina, Formosa, Luziânia, Novo Gama, Padre Bernardo, Planaltina de Goiás, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso.

Outra novidade prevista para esta edição trata da inclusão das duas regiões administrativas mais recentes do DF – Água Quente e Arapoanga – e de 12 cidades de Goiás que têm relação próxima com a capital.

Alguns novos temas também estão sendo inseridos na pesquisa, como identidade de gênero e insegurança alimentar

Alguns novos temas também estão sendo inseridos na pesquisa, como identidade de gênero e insegurança alimentar. Além disso, todos os questionários que forem coletados serão checados em uma parceria do instituto com o 156 (a Central de Atendimento do Cidadão) do GDF. A medida visa dar robustez aos dados. Anteriormente, a checagem era feita apenas em uma amostragem sorteada.

Coletas

A expectativa é que o trabalho de campo dure de quatro a seis meses. Até lá, haverá uma série de reuniões e treinamentos para preparar os envolvidos.

Recentemente, os agentes de coleta visitaram residências da capital federal para testar o questionário do estudo desenvolvido. O objetivo da ação foi avaliar o conteúdo das perguntas e perceber se é necessário fazer ajustes ou mudanças para o início da coleta efetiva, em novembro.

Durante o período experimental, foram aplicados questionários em 77 domicílios das regiões do Núcleo Bandeirante, Paranoá, Candangolândia, Águas Claras, Brazlândia (incluindo a área rural) e Valparaíso (GO).

Mais informações sobre a Pdad-A 2023 podem ser consultadas no site oficial.

LEIA TAMBÉM