19.5 C
Brasília
18 abr 2024 04:56


Agências do trabalhador oferecem mais de 180 vagas sem experiência exigida

Interessados podem se candidatar nesta segunda (21); salários variam de R$ 1.320 a R$ 2.283,10

Por Catarina Loiola

As agências do trabalhador do Distrito Federal terão 395 vagas de emprego nesta segunda-feira (21). Os salários variam de R$ 1.320 a R$ 2.283,10. Do total de oportunidades, 181 não exigem experiência e cinco são dedicadas a pessoas com deficiência (PcD). Todas oferecem benefícios.

‌Entre os cargos que não exigem atuação prévia, há 15 vagas para vendedor interno (R$ 1.320), seis para pedreiro (R$ 2.200), seis para gesseiro (R$ 2.200) e uma para churrasqueiro (R$ 1.425). Estes postos são na Asa Sul. Já na Asa Norte, há uma vaga para auxiliar de jardinagem na conservação de vias permanentes (R$ 1.850) – o candidato não precisa ter escolaridade.

‌Além disso, contrata-se 30 consultores de vendas no Recanto das Emas, para receber R$ 1.320; 15 atendentes de lanchonete no Lago Norte, com oferta de R$ 1.425; cinco lavadores de carros no Guará, em que a remuneração é de R$ 1.320; e dois caseiros em Ceilândia, com rendimento de R$ 1.400. Em Taguatinga, há 12 vagas para promotor de vendas (R$ 1.320), cinco para chapista de lanchonete (R$ 1.425,60) e duas para cozinheiro geral (R$ 1.500).

‌Para cadastrar o currículo, o interessado deve ir pessoalmente a uma das 14 unidades, de segunda a sexta, entre 8h e 17h, ou acessar o aplicativo Sine Fácil. Mesmo que nenhuma das chances do dia seja atraente ao candidato, o cadastro vale para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos concorrentes com o perfil que as empresas procuram.

‌Empregadores que desejam ofertar vagas ou utilizar o espaço das agências do trabalhador para entrevistas podem se cadastrar pessoalmente nas unidades ou pelo aplicativo Sine Fácil. Também é possível solicitar atendimento pelo e-mail [email protected]. Pode ser utilizado, ainda, o Canal do Empregador, no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet).

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
Seguidores