21.5 C
Brasília
19 maio 2024 00:08


Ibaneis e Celina Leão anunciam convocação de mais mais 500 aprovados em concurso para monitor escolar após provocação de Vianna ao TCDF

Por Kleber Karpov

O governador e a vice, do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) e Celina Leão (Progressista), anunciaram, nesta sexta-feira (21/Jul), a convocação mais 500 monitores aprovados no concurso para a Secretaria de Educação. A confirmação do Executivo, ocorre, após entendimento do Tribunal de Contas do DF (TCDF), de ampliação do prazo de validade do concurso para quadros da Secretaria de Estado de Educação do DF (SEEDF), por força de provocação do deputado distrital, Jorge Vianna (PSD).

“Havia uma interpretação que era claramente errada, o que foi confirmado pelo Tribunal de Contas do DF. O governador Ibaneis e a governadora Celina Leão foram extremamente receptivos a decisão do Tribunal e, se Deus quiser, teremos como o governo já anunciou ao longo do dia, mais de 500 monitores convocados para os próximos dias.”, disse Vianna ao Política Distrital (PD).

Equívoco

Na quarta-feira (19/Jul), em sessão no TCDF, o conselheiro Renato Rainha, apresentou a demanda de Vianna, em relação ao que considerava equívoco, por parte do GDF, a impossibilidade de realizar novas nomeações de monitores, secretários e serviço de apoio administrativo à SEEDF, por considerarem 22 de junho, como data de vencimento do concurso público de 2017.

Porém, no entendimento de Rainha, acompanhado por demais conselheiros da Corte de Contas, houve equívoco, na realização do cálculo do prazo, e, com isso, o TCDF estendeu a data para 31 de julho.

Com a decisão do TCDF, Vianna comemorou, não apenas a decisão e a celeridade do Tribunal, mas sobretudo, ao Executivo, pela agilidade ao confirmar as novas nomeações que devem melhorar os suportes nas escolas públicas do DF.

Decisão do TCDF sobre nomeação de monitores escolares – Fonte: TCDF

Celina comemora

Informação essa, comemorada por Celina Leão, que comentou a impossibilidade de o GDF alterar a data de 22 de junho mas, com a decisão do TCDF, houve abertura para o governo poder convocar mais de 500 monitores escolares aprovados no concurso público, além de secretários e servidores de apoio administrativos. convocações essas anunciadas por Ibaneis, nesta sexta-feira (21/Jul), ao Metrópoles.

Oportunidade

Durante encontro com membros da Comissão dos Aprovados da SEEDF, Vianna apontou a necessidade de os concursados, que não pretendem tomar posse, colaborarem com o GDF e outros colegas que prestaram concurso, a ingressarem no serviço público.

Sem ter noção de quantos concursados convocados devem efetivamente assinar o termo de posse e, dado a data limite de nomeação ser fixada em 31 de julho, os monitores aprovados estão em campanha para tentar identificar o máximo as pessoas que não pretendem tomar posse, para que assinem Termo de Desistência, para abrir a vaga para outros aprovados.

“Preciso do apoio daqueles que passaram no concurso e não vão assumir, porque sabemos que essa nomeação não atenderá a todos, por haver um limite de gastos! Mas se a provarmos para o governo, que fazendo a convocação do número previsto anteriormente, e mostrando que muitos não irão tomar posse, por já estarem em outro cargo, pode ser que a gente esteja dando uma oportunidade para mais uma pessoa!”, publicou Vianna nas redes sociais.

Termo de Desistência

Aos concursados que já se recolocaram profissionalmente e não pretendem tomar posse no concurso de monitor escolar, assine o Termo de Desistência Definitivo (Nesse link), para garantir a cessão da vaga para outro concursado.

 

 

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever