27.5 C
Brasília
24 fev 2024 13:34


Orçamento 2023: MPDFT recomenda que participação de ex-parlamentares não seja permitida

Caso o autor de emenda não tenha sido reeleito, compete ao Plenário autorizar o remanejamento dos recursos

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) expediu recomendação ao Distrito Federal para que não condicione a execução de despesa relacionada a emenda parlamentar a qualquer ato de ex-deputados distritais. De acordo com a legislação em vigor, após perder o mandato, os ex-parlamentares não têm amparo legal para participar de nenhuma fase do processo de liberação orçamentária.

Segundo o documento, a Lei de Diretrizes Orçamentárias 2023 é clara ao afirmar que alterações nos programas de trabalho decorrentes de emenda parlamentar podem ser feitas apenas pelo próprio titular. Caso o autor não tenha sido reeleito, compete ao Plenário autorizar o remanejamento desses recursos. Não há previsão de participação de ex-parlamentar nesse processo.

O MPDFT também lembra que, de acordo com a Constituição Federal, as emendas individuais ao projeto de lei orçamentária são limitadas a 2% da receita corrente líquida do exercício anterior. Metade desse valor deve ser destinada a ações e serviços públicos de saúde.

A recomendação conjunta da Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), da Procuradoria Distrital dos Direitos do Cidadão (PDDC) e da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) foi enviada à Casa Civil do Distrito Federal nesta segunda-feira, 3 de abril. Ela é válida para a presente legislatura e também para as próximas.

SourceMPDFT

LEIA TAMBÉM

Brasília
chuva fraca
27.5 ° C
27.5 °
27.5 °
54 %
3.6kmh
75 %
sáb
28 °
dom
26 °
seg
26 °
ter
26 °
qua
27 °

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever