Ômicron pode ser menos grave, mas não é leve, diz OMS

Alerta foi feito hoje pelo diretor-geral da organização

66
Print Friendly, PDF & Email

A variante Ômicron do coronavírus, mais infecciosa, parece provocar formas menos graves da doença do que a Delta, mas não deve ser classificada como “leve”, disse hoje (6) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom.

Em entrevista, ele repetiu o apelo por maior equidade global na distribuição e acesso às vacinas contra o coronavírus.

Tedros Adhanom alertou que, com base na taxa atual de distribuição de vacinas, 109 países não cumprirão a meta da OMS de que 70% da população mundial sejam totalmente vacinados até julho.

Publicidade

Esse objetivo é visto como ajuda fundamental para encerrar a fase aguda da pandemia.

FONTEAgência Brasil
Artigo anteriorOAB doa 4 mil doses de vacina contra influenza para regiões desabastecidas
Próximo artigoSaúde lança programa voltado à atenção primária de crianças e mães