Restaurantes Comunitários: Atendimento presencial será retomado em 4 de janeiro

Cras, Creas e Restaurantes Comunitários, entre outros, já receberam equipamentos de proteção e higiene

72
Print Friendly, PDF & Email

A partir de 4 de janeiro, as 71 unidades socioassistênciais do Distrito Federal retomam o atendimento presencial. Desde março, com a publicação da Portaria nº 27, esses equipamentos atuavam em metodologia alternativa devido à pandemia da Covid-19.

Os 21 Centros de Referência da Assistência Social (Cras), onde estão os serviços mais demandados, por exemplo, receberam os equipamentos de proteção e higiene, como álcool gel 70%, papéis toalha, termômetros para aferição de colaboradores e usuários e placas de acrílico, que foram instaladas nas mesas de atendimento.

Durante este ano, foram feitos cerca de 300 mil atendimentos referentes aos serviços socioassistênciais. “É importante voltar com o trabalho presencial, mas precisamos assegurar as condições ideais de saúde para a população e para os servidores”, enfatiza a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

Publicidade

No entanto, o cidadão não deve ir diretamente à unidade. A partir dos próximos dias o Governo do Distrito Federal (GDF) vai implantar uma plataforma de agendamento. Esse procedimento vai ser feito via 156, opção 1; ou pelo www.sedes.df.gov.br. Após solicitar uma vaga, um servidor vai retornar a ligação com o local e data do atendimento, que, após uma parceria com a Secretaria de Justiça e Cidadania, pode ser até em um dos sete postos do Na Hora.

Além disso, a pasta reforça à população para, no dia estabelecido, comparecer com máscara facial e respeitando o distanciamento social.

Servidores incluídos no grupo de risco seguem em teletrabalho.

É importante voltar com o trabalho presencial, mas precisamos assegurar as condições ideais de saúde para a população e para os servidores

Mayara Noronha, secretária de Desenvolvimento Social

Restaurantes Comunitários

Os 14 Restaurantes Comunitários também voltam a servir as refeições dentro das unidades, porém a possibilidade de pegar as marmitas e levar para casa com quantidade ilimitada segue normalmente.

Vale voltar a enfatizar que todo serviço de atendimento ao público será realizado mantendo-se o distanciamento mínimo de dois metros, com a utilização de elementos de proteção ou barreiras, não sendo permitida aglomeração de pessoas.

Demais serviços

Aqueles integrantes das equipes dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), que não integram o grupo de risco, também retomam às atividades presenciais. A metodologia para acesso aos serviços desses equipamentos seguem os encaminhamentos dos Cras.

Os Centros Especializados para População em Situação de Rua (Centros Pop) obedecem o funcionamento de domingo a segunda, com o acesso controlado, a fim de evitar aglomeração.

Já os Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos devem ser realizados de forma remota, por meio de modalidades definidas em normas operacionais específicas.

As atividades do Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência e suas Famílias vão ser retomadas de forma gradual. Já o Serviço Especializado em Abordagem Social mantém o funcionamento regular, bem como os Serviços de Acolhimento Institucional e em Família Acolhedora.

FONTEAgência Brasília
Artigo anteriorHospital de Base recebe 160 novas poltronas
Próximo artigoGDF Saúde mira na qualidade dos serviços