Sindate apura denúncias de assédio e dimensionamento no HBDF

240
Print Friendly, PDF & Email

Os diretores do Sindicato de Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate- DF), Josy Jacob e Newton Batista estiveram no Hospital de Base para verificar condutas indevidas da gestão em relação aos técnicos em enfermagem.

Segundo relatos, os gestores mantinham posturas grosseiras na forma de se portar aos profissionais e também não liberam acesso para possíveis conversas. O caso chegou até o Ministério Público do Trabalho e por isso o sindicato foi acionado.

Na reunião, a diretora Josy explanou os ocorridos e questionou a chefia de enfermagem, que disse ter provas contrárias à acusação e afirmou ser totalmente aberta ao diálogo. A diretoria do Sindate aconselhou que estes alterassem a forma de tratamento para harmonizar o ambiente de trabalho.

Josy pondera : “Estaremos atentos a todas as denúncias e vamos fazer de tudo para que nenhum profissional passe por assédio. Queremos que as chefias entendam que não precisam assediar ninguém para conseguir impor respeito e que o diálogo é a melhor ferramenta e deve ser usada sempre”.

Em relação ao dimensionamento, de acordo com o gestor, a distribuição de funcionários está adequada e que o déficit na escala se dá pela entrega de atestados e faltas não justificadas. O sindicato se propôs a fazer o pedido de novos profissionais para a superintendência de saúde.