71 servidores da Administração Central da Secretaria de Saúde do DF têm ampliação de carga horária

864


Print Friendly, PDF & Email

Em portaria assinada por secretário de saúde, concessões de 40 horas devem “melhorar a assistência e diminuir o déficit de servidores”

Por Kleber Karpov

A Secretaria de Estado de Saúde do DF (SES-DF), publicou no Diário Oficial desta segunda-feira (5), a concessão das 40 horas semanais a servidores da Pasta. Ao todo, 71 servidores da SES-DF, todos lotados na Administração Central (ADMC), foram contemplados com o benefício, sob a justificativa de “melhorar a assistência e diminuir o déficit de servidores”.

Do total, 59 técnicos-administrativos, 5 Auxiliares Operacionais de Serviços Diretos (AOSDs), três enfermeiros, um odontólogo e um cirurgião dentista tiveram a ampliação da carga horária, publicada na Portaria nº 614, de 20 de julho de 2019, assinada pelo secretario de saúde, Osnei Okumoto.

Publicidade

Com déficit de profissionais de saúde para atender, diretamente, a população, de acordo com informações da SES-DF, tais ampliações contemplam áreas estratégicas da Secretaria. Dentre essas, o Fundo de Saúde do DF (FSDF), a Coordenação Especial de Tecnologia da Informação (CTINF) e as subsecretarias de Gestão de Pessoas (SUGEP), Logística (SULOG), Administração Geral (SUAG) e Infraestrutura (SINFRA).

Para a subsecretária da SUGEP, Silene Almeida, foram incrementadas equipes como as da programação e aquisição de medicamentos e de materiais, bem como de análise documental para as diversas licitações e demais modalidades de compra. “O impacto do trabalho produzido pelas áreas contempladas atinge diretamente o serviço na ponta. Não se faz assistência sem materiais, medicamentos, contratos de manutenção, etc.”, avaliou.

Ainda segundo a gestora, a ampliação da carga horária deve propiciar mais agilidade em processos de análise e empenho, o que deve dar segurança e eficiência aos pagamentos realizados no setor. Além de reduzir custos com o pagamento do Trabalho em Período Definido (TPD), “na mesma proporção da ampliação concedida.”

Com informações da Agência Saúde DF