Sem ar-condicionado em UPA de Samambaia, pacientes se abanam como podem. Já na sede da Secretaria de Saúde…

Print Friendly, PDF & Email

Calor excessivo pode comprometer estado dos internados. No edifício-sede da pasta foram instalados cinco aparelhos novos no segundo semestre do ano passado

Por Gabriel Luiz

As altas temperaturas no Distrito Federal têm afetado a recuperação dos pacientes da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia. Na sala de internação, os acompanhantes usam as bandejas de alimentação como leque para tentar amenizar o calor, que pode agravar o quadro clínico de quem já está doente. Veja vídeo enviado ao Metrópoles por uma leitora.

Publicidade

Segundo a internauta, nenhum aparelho de ar-condicionado funciona na unidade. “Meu pai, que é acamado, não pode se levantar. Ele tem suado muito e passado mais mal ainda”, disse. Ela também afirma que um aparelho da sala de internação em Samambaia foi retirado para permitir a circulação do vento. No entanto, mosquitos acabam entrando pelo vão da parede.

A leitora desabafa no vídeo dizendo que o secretário de Saúde tem ar-condicionado novo na sala dele, enquanto na UPA as luzes precisam ficar apagadas para refrescar o ambiente. O Metrópoles apurou que no ano passado foram comprados cinco equipamentos para a sede da pasta, entregues no segundo semestre (confira os fac-similes abaixo).

*Reprodução**

reprodução

A Secretaria de Saúde informou que o ar-condicionado será consertado ainda nesta quarta-feira (21/10). A pasta também disse que a direção regional só teve conhecimento da quebra dos aparelhos após os questionamentos da reportagem.

Fonte: Metrópoles

Artigo anteriorCLDF homenageia médico Renato Lima em Sessão Solene
Próximo artigoServidores questionam distritais e Celina Leão responde