17.5 C
Brasília
15 jun 2024 09:05


Dia das Mães: conheça o projeto Mãe Solo, em Uruaçu

Iniciativa que começou para apoiar mulheres que cuidam sozinhas dos lares hoje se estende a pais e até avós solo

Por Daniel Santos

O Dia das Mães é uma data especial para honrar e celebrar o amor incondicional. É um momento para expressar gratidão e apreço por tudo o que elas fazem, desde nutrir e cuidar de suas famílias até serem fontes de apoio emocional. Nessa data, a importância da caridade se destaca ainda mais, pois muitas mães enfrentam dificuldades financeiras e emocionais para sustentar suas famílias. E para elas nasceu em Uruaçu o Projeto Mãe Solo.

O projeto existe desde 2021 para apoiar as mulheres que cuidam sozinhas do lar: responsabilizando-se por tudo, desde o cuidado com os filhos até a geração de renda para sustento da família. No Centro Espírita Paz, Amor e Caridade (CEPAC), voluntárias se reuniram com o intuito de dar assistência às mães solo, disponibilizando um kit com cestas básicas reforçado com ovos e leite. Junto com a doação elas oferecem apoio emocional, com conversas que acontecem nas visitas mensais.

“Nas visitas compartilhamos com essas mulheres não só experiências, mas também oportunidades de nos ajudarmos mutuamente, enriquecendo nossas vidas com histórias de lutas e também de inspiração. Acolher essas mulheres-mães é uma oportunidade de nos olharmos de frente e nos colocarmos no lugar do outro. É um trabalho inspirador, em quem creio, quem mais recebe somos nós”, diz a presidente do CEPAC, Suzivane de Freitas Feitosa.

O projeto, até o momento, conta com 6 equipes de voluntários e está distribuindo mensalmente 25 kits. As famílias recebem ajuda até o momento em que se observa a melhora econômica, a partir deste momento procuram-se novas famílias para serem auxiliadas, continua Feitosa.

Mães, pais e avós solos

A triagem das famílias que recebem o auxílio do projeto é feita junto às escolas de Uruaçu, priorizando crianças cuidadas e sustentadas por mães solos. “Com o decorrer do projeto, passamos a assistir também pais, avós e avôs solo, pois o nosso principal objetivo é ajudar quem tem sob sua responsabilidade crianças e que, por razões diversas, não tem um ganho que permita ter autonomia para garantir o sustento da família”, explica a presidente do centro espírita.

Censo do cuidado

O número de mães solo cresceu 17,8% na última década. Uma pesquisa realizada pelo IBRE-FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas) mostrou que, até o final de 2022, havia mais de 11 milhões de mães solo no Brasil.

Quase 15% dos lares brasileiros são chefiados por mães solo. A maioria, 72,4%, vive só com os filhos e não conta com uma rede de apoio próxima. O estudo também apontou o aumento de 1,7 milhão de mães que criam seus filhos de forma independente no período de 2012 a 2022, passando de 9,6 milhões para 11,3 milhões.

Desafios urgentes

As mães solos enfrentam um conjunto único de desafios onde quer que estejam. No topo da lista está a questão financeira, mas não existe somente esse desafio, por isso toda e qualquer forma de apoio é importante, especialmente nesse mês que celebramos as mães de todo o mundo.

Portanto gestos como doar recursos, alimentos, roupas ou tempo voluntário, podem fazer diferença significativa na vida de mães que precisam de ajuda.

Para mais informações entre em contato pelo e-mail: [email protected]

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever