22.5 C
Brasília
21 maio 2024 00:44


Revitalização promove partos humanizados no Hospital Regional de Planaltina

Unidade da Secretaria de Saúde recebeu melhorias com foco no aprimoramento dos serviços

Por Humberto Leite

Cuidado, atenção e conhecimento fazem parte do dia a dia de mais de cem servidores do centro obstétrico do Hospital Regional de Planaltina (HRPl), onde ocorrem cerca de 200 partos por mês – foram quase 2400 em 2023. Porém, para garantir o tratamento humanizado, também fez diferença a readequação física realizada no local, no qual as mães contam com um espaço maior, mais acolhedor, com privacidade e melhor climatização. Quatro salas de pré-parto foram entregues revitalizadas no ano passado e outras quatro vão voltar à ativa ainda este mês.

“Essa revitalização faz parte do nosso trabalho para dar uma assistência cada vez melhor às mulheres e seus filhos”, afirma a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio. Ela acompanhou a evolução dos serviços de readequação do espaço e elogiou a dedicação dos servidores. “Os profissionais são importantíssimos para prestarmos a melhor atenção possível e sabemos que essas melhorias de infraestrutura também são relevantes para a cuidar dos cuidadores”, completa.

A supervisora de enfermagem do centro obstétrico, Roberta dos Anjos, vai na mesma linha. “Acreditamos que, melhorando o ambiente, tornamos o parto mais humanizado, além de facilitar o trabalho da equipe. Precisamos dessa estrutura para promover a humanização”. Nesta segunda fase a ser entregue, também está prevista a instalação de uma banheira para as mulheres que desejarem realizar o parto na água. O próximo passo será um jardim aberto, exclusivo para as pacientes. “Tudo isso é um ganho muito grande para nós. Dá mais conforto para a paciente, além dela se sentir mais acolhida”, garante.

Quem procura o HRPl para o momento tão especial da vida concorda. Aos 32 anos, a promotora Micarla Pereira teve uma filha no ano passado no hospital e, no último sábado (13), voltou para o nascimento da pequena Maitê. Ela já aprovava o atendimento e gostou ainda mais das mudanças estruturais. “Agora está mais amplo, tem um banheiro individual. A praticidade ficou bem maior”, conta. Ela elogia a privacidade dada nas salas de preparo para o parto: “ficamos em um espaço reservado. Os servidores são muito atenciosos”.

A promotora Micarla Pereira elogiou as mudanças estruturais no centro obstétrico do HRPl. “Agora está mais amplo, tem um banheiro individual. A praticidade ficou bem maior”. Foto: Ualisson Noronha/Agência Saúde-DF

A diretora do HRPl, Keyla Blair, destaca o cumprimento de protocolos de humanização, como o direito de a mulher estar acompanhada a todo instante, a não realização de procedimentos invasivos sem autorização prévia e o preparo das equipes para auxiliar no início da amamentação. Também é destacado o contato pele a pele da mãe com o bebê logo nos primeiros minutos após o parto. “Somos um Hospital Amigo da Criança e temos a humanização como prioridade no nosso atendimento”, afirma a gestora.

A diretora lembra ainda que, dos cerca de 200 partos realizados a cada mês no HRPl, 70% ocorrem sem necessidade de intervenção cirúrgica. “O nosso índice de parto normal subiu, em muito, por causa dessa nossa humanização, com destaque para o trabalho dos médicos obstetras e dos enfermeiros obstetras. A simbiose desses profissionais faz toda a diferença”, explica a diretora. Ela ressalta haver apoio de diversos setores do hospital, incluindo profissionais de diversas áreas, como fonoaudiólogos, assistentes sociais, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos, dentre outros.

Revitalizações

Responsável pela infraestrutura de unidades da Secretaria de Saúde localizadas em Sobradinho, Planaltina e Fercal, o diretor administrativo substituto da Região de Saúde Norte, Magalhães Rocha, destaca a importância do contrato de manutenção assinado em 2022. “Nós tínhamos uma demanda reprimida enorme por serviços de manutenção. Agora, conseguimos fazer um planejamento para serviços maiores, como o do centro obstétrico”, detalha.

Além das mudanças visíveis, incluindo revitalização do teto, piso, portas, janelas e paredes, os serviços incluem melhoria na climatização e modernização das redes elétrica, hidráulica e, dependendo da área do hospital, das tubulações de ar-comprimido, vácuo e oxigênio medicinal. “Modernizamos todo o sistema. Trocamos fiações rígidas por cabos flexíveis, por exemplo. No futuro, quando for necessária alguma intervenção, será rápida e pontual”, explica o diretor.

O HRPl já recebeu melhorias na área de radiologia e na cozinha, onde diariamente são preparadas cerca de mil refeições para pacientes, acompanhantes e servidores. Os próximos passos envolvem o banco de leite, o pronto-socorro e o banco de sangue. Há, ainda, o planejamento de reativar o heliponto do hospital, no qual poderão pousar helicópteros de resgate com pacientes vítimas de acidentes graves. “Segundos fazem diferença na vida de um paciente crítico”, alerta a diretora do HRPl.

Novo bloco

Além dos serviços de revitalização, avança a construção do novo bloco do hospital. Com investimento de R$ 18,3 milhões, ocupando uma área de 4.106,92m², o novo espaço abrigará 30 leitos de enfermaria para adultos (12 femininos e 18 masculinos), 13 leitos de internação pediátrica, 9 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e nove cadeiras para diálise (incluindo duas para diálise peritoneal). Além dos 52 leitos, o novo espaço contará com postos de enfermagem, sanitários, quartos de isolamento, salas de serviços, equipamentos e de curativos; área de prescrição médica, rouparia e expurgo. Cerca de 70% da obra já está concluída.

 

 

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever