15.5 C
Brasília
20 maio 2024 07:18


Mesquinhez ou falta de estratégia? Não importa, o resultado é o mesmo: Para deixar de dividir R$ 3 milhões, Davi pode perder muito mais, a começar por Mani

Acompanhe saga de Davi em negar relacionamento com Mani após um ano e meio de relacionamento e riscos de Brother perder mais que ganhar

Por Luciene Rodrigues

O campeão do BBB 24, Davi, consagrado por ser um “bom moço”, inteligente, estrategista, “guerreiro” por enfrentar de cabeça erguida inúmeros ataques por sua origem humilde e até sua cor, saiu da casa mais vigiada do Brasil com um prêmio de mais de 3 milhões e a imagem de um rapaz de excelente caráter.

Mas, o Brother jogou essa imagem por terra, no dia seguinte, possivelmente orientado por familiares e, eventualmente, um péssimo advogado, ao tentar desvincular a própria imagem ao de sua esposa. Aparentemente para não dividir o prêmio ganho no programa.

O problema é que essa estratégia – daí o julgamento da capacidade, ou falta de visão  do advogado – de tentar evitar uma eventual divisão dos R$ 3 milhões em um possível fim de relacionamento de Davi com Celsilene Rego, carinhosamente conhecida por Mani. Porém, isso pode não apenas forçar a divisão do montante, ainda que na Justiça, mas também fazer com que o Brother deixe de ganhar dezenas de vezes mais que o valor do prêmio.

Perdeu a treta?

Davi entrou na casa do Big Brother Brasil, no dia 8 de fevereiro, junto com outros 26 participantes, entre eles, algumas celebridades famosas, como Yasmin Brunet e Vanessa Camargo e Mc Bin Laden. O rapaz, que fazia parte do grupo “pipoca” ­-  de não celebridades – logo mostrou a que veio. Falante, ativo, estrategista, ele colocou a mão na massa, tomou à frente como organizador da casa, cozinheiro, fazia até mais do que se esperava de algum participante, chegando a acordar de madrugada para preparar o café da manhã dos brothers. Não bastasse, sua personalidade também se sobressaiu como falante, seguro, determinado.

Essa “força” logo começou a incomodar e ele passou a ser o alvo principal dentro da casa, principalmente da parte do grupo “camarote” – das celebridades. Com ataques à sua personalidade, à altura de sua voz, até ao fato de cantar ou tentar ser prestativo, ficou claro aos telespectadores do reality que sua origem humilde e principalmente sua cor eram o motivo de tanto ódio.

Davi, por sua vez, mesmo chamado de “vitimista” por muitos aqui fora, não abraçou esse papel dentro da casa. Ao contrário, de cabeça erguida, mostrou sua força ao enfrentar os ataques, traçar estratégias de jogo, fazer aliados e deixar claro que tinha valores fortes, força de carater e personalidade forte, mesmo com apenas 21 anos.

Na Casa, um único deslize cometido por Davi, em relação ao prêmio praticamente garantido foi um aparente flerte com uma jovem dentro do programa. Mas o Brother rapidamente contornou essa ‘ameaça’, ao reafirmar, com entusiasmo da esposa, contar a história de lutas juntos e prometer oficializar a relação assim que saísse da casa. O ponto fraco passou a ser o ponto forte do Brother, pois sobre a relação com a esposa, a forma como falava sobre Mani, passou a ser uma prova de seu caráter inabalável.

Do lado de fora, Mani, mobilizou torcida e se empenhou para ajudar o esposo a ganhar o prêmio.  Ainda que, sob ataque de familiares de Davi que nunca aceitaram a relação dos dois, ou mesmo quando o amado parecia flertar com a moça dentro do programa. Mani permaneceu serena e firme em apoio ao marido.

Pesou ainda em favor de Davi, o fato de Mani ser vinte anos mais velha e também de origem humilde, de o ter acolhido em momento de dificuldades e enfrentarem uma vida difícil juntos, além da enorme simpatia da moça. O público logo a acolheu, passou a tratá-la pelo carinhoso apelido e torcer não apenas pelo brother do programa, mas pelo casal. Era obvio a ansiedade dos torcedores de Davi pelo reencontro dos dois fora do programa.

Dinheiro no bolso…

Mas aí veio a grande decepção. Mesmo após reforçar a solidez do relacionamento, em inúmeras declarações e promessas de oficialização de casamento, na reta final do programa, ao se consagrar e sair, Davi simplesmente ignorou a existência da esposa.

Distantes ao longo dos três meses do programa, Mani sequer conseguiu se comunicar na primeira noite ou sequer se hospedar no mesmo hotel do esposo. No dia seguinte, no primeiro compromisso midiático, a conversa no café da manhã do programa matinal de Ana Maria Braga, ao ser perguntado, Davi se referi a esposa como “namorada” e chegou a dizer que estavam se “conhecendo”. Ao que tudo indica, deixou até mesmo a apresentadora, estupefata, ao ouvir tal declaração.

No decorrer da semana, pós-premiação, Davi continuou distante e não se encontrou com Mani. O único contato pessoal se deu, segundo fontes ligadas a programas de fofocas, em uma conversa não muito amigável.

Aparentemente o brother, uma vez campeão, com mais de R$ 3 milhões na conta bancária, decidiu se separar e ainda tentar passar a impressão de que nunca teve uma união estável, supostamente com o propósito de deixar de dividir o prêmio milionário com a ‘amada’.

O grande erro

Sem fazer juízo de valores, já era cogitado pelo público em geral, a possibilidade de Davi se separar de Mani algum tempo após o programa. Mais do que cogitado, na verdade, até esperado.

Afinal, jovem, com apenas 21 anos, agora com um futuro promissor, seja na carreira ligada a medicina – da bolsa de estudos que ganhou no programa – ou ainda na condição de celebridade, com milhões de seguidores nas redes sociais e possibilidades de contratos publicitários milionários. Enquanto Mani, vinte anos mais velha, para o ‘senso comum’ poderia não ser a companhia ideal para sempre. Enfim, independente de a companheira atender ou não ‘padrões de beleza’, em relação ao novo Brother, o público aceitaria, compreenderia e até esperaria essa separação num futuro próximo.

Então por que Davi pode perder milhões e aparentemente virar um pária na opinião pública? A resposta é simples: Não é pela separação em si, mas em que condições e quando aparentemente ocorreu.

Ao sair do programa e imediatamente dispensar a ‘amada’ para, possivelmente, deixar de dividir o prêmio o Brother simplesmente ‘jogou por terra’ a imagem de bom moço.

Afinal, ao longo dos três meses anteriores, Davi afirmou, por dezenas vezes, que Mani o ajudou e o amparou, além de reafirmar o amor eterno pela companheira.

Sem julgar caráter ou motivos, mas falar em estratégia de jogo, que Davi parecia ter enquanto esteve no programa, essa atitude ao que tudo indica, impensada ou mal pensada, ao sair, parece ter se convertido em um belíssimo tiro-no-pé. Provavelmente, o um custo de dezenas de vezes superior ao próprio valor do prêmio conquistado do Big Brother Brasil.

Sobretudo que a cada aparição em programas de tv, sites de fofocas, notícias de jornais, Davi reforça a separação e o mais grave, o provável motivo de: não dividir o dinheiro.

Prejuízo, ainda, em curto prazo

Quem acompanha as celebridades que vencem esses realitys, sabem que o valor da premiação é facilmente multiplicado por dez – em uma estimativa rasa – ainda nas primeiras semanas seguintes ao término do programa. E, no contexto, quanto maior o carisma do vencedor, maior o valor agregado a longo prazo.

Com isso, para deixar de perder R$ 1,5 milhão, em uma eventual separação da esposa, provavelmente num futuro próximo, Davi pode ter ‘evitado’ de dividir contratos de dezenas de milhões de reais.

A opinião pública não perdoa

Como repercussão, das ações impensadas ou insensatas do ‘bom moço’, que acabaram por despencar ‘despencando ladeira abaixo’,  levaram automaticamente às reações de desaprovação de Davi nas redes sociais. Nessa primeira semana, a opinião pública condenou a atitude do Brother com reações, quase que absolutamente negativas, sempre relacionadas ao término brusco com a esposa.

Basta uma breve olhada em comentários nas redes sociais em onde as celebridades conseguem seu maior lucro em publicidades. o Instagram, Davi, agora com mais de 10 milhões de seguidores, sofre ataques diários dos próprios fãs (agora ex-fãs). Tanto de mulheres, mas também de muitos homens, por sua falta de empatia, consideração e responsabilidade matrimonial e afetiva com Mani.

‘Estratégia’ de marketing

A julgar a ‘estratégia’ de marketing e não o caráter das ações do rapaz, é pouco provável que boa parte das empresas queiram associar as próprias imagens a de Davi. O que não quer dizer que vá perder totalmente seus lucros. O Brother ainda é um jovem campeão, negro que sofreu discriminação racial explícita, que resistiu e lutou…

Mas o fato é que as empresas, obviamente focacas em lucro, devem pesar os prós e contra antes de investir milhões em publicidades endossadas por Davi. Afinal, não vêem com bons olhos, a ideia de os próprios fãs que votaram para o tornar campeão do programa, agora a julgarem como negativas, as ações do ‘bom moço’.

Seja uma empresa de venda de chocolates, um resort, uma marca de cosméticos, todas as ações de marketing consideram o carisma e imagem de seus contratados para publicidade. E convenhamos, o rapaz que abandona a esposa imediatamente após ganhar um prêmio, não está exatamente qualificado para uma campanha de dia dos namorados.

Fato é que, ao se separar agora, Davi não precisará dividir lucros de contratos futuros. Mas pela forma brusca, e sem responsabilidade afetiva e familiar, perdidas com a separação, talvez esses contratos, ou parte bem considerável deles, sequer venham.

Davi, tão jovem, mas também consagrado por ser tão sábio, demonstrou que não é bem o homem que esperavam dele. Mas, é importante não esquecer que, aos 21 anos, ele tem o direito de errar.

Infelizmente, é provável que Davi, mal orientado e possivelmente mal intencionado, tenha perdido definitivamente a simpatia da maioria de seus seguidores que agora se dizem decepcionados. Mas há tempo para recuperar boa parte deles, se souber como agir e se desculpar. A começar pela esposa.

Numa atualização, na manhã desse sábado (20/Abr), Davi apareceu em um programa matinal e negou a separação, também a agir como se o comportamento anterior se tratasse de ‘impressões erradas’.

Convincente? Torçamos para que sim, tanto pelo bem-estar emocional da esposa, quanto ao próprio. Afinal, tão jovem e com tanto tempo para rever as poucas atitudes erradas, diante de tantas certas, fica um voto de confiança.





Escritora, cinéfila
e amante da cultura


Política Distrital nas redes sociais? Curta e Siga em:
YouTube | Instagram | Facebook | Twitter






LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever