15.5 C
Brasília
20 maio 2024 06:20


Programa QualificaDF Móvel forma mais 719 alunos

Cursos oferecidos pelo QualificaDF levam capacitação profissional gratuita e de qualidade para a população; mais de 11 mil pessoas já se qualificaram em todo o Distrito Federal

Por Ana Paula Siqueira

O Governo do Distrito Federal (GDF) realizou, nesta sexta-feira (5), a formatura de mais 719 alunos nos cursos de capacitação profissional oferecidos pelo QualificaDF Móvel. A solenidade foi no Setor O, em Ceilândia. Com quatro carretas equipadas para receber e ensinar os participantes, a ideia do programa é levar o conhecimento para perto de quem mais precisa e não tem condições de se deslocar para estudar.

As unidades móveis atenderam nesta etapa as cidades de Ceilândia, Riacho Fundo II, Samambaia Norte e Recanto das Emas. O programa é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet) e já qualificou 11.460 alunos em todo o DF.

“É esperança, oportunidade de vida melhor. A ideia é levar qualificação profissional para perto das pessoas”

Thales Mendes, secretário de Desenvolvimento
Econômico, Trabalho e Renda do DF

QualificaDF

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do Distrito Federal, Thales Mendes, ressalta que as capacitações abrem portas no mercado de trabalho e tornam os participantes mais competitivos no mercado de trabalho.

“É esperança, oportunidade de vida melhor. A ideia é levar qualificação profissional para perto das pessoas. Sabemos da dificuldade, especialmente das mulheres com filhos, que é o grande público de desempregados de Brasília hoje, principalmente mulheres negras de 18 a 29 anos que têm filhos. Por isso, a ideia é levar os cursos de qualificação com qualidade para perto do cidadão”, afirma o secretário.

É o caso da autônoma Layane de Sousa Marinho, 31 anos, moradora do Sol Nascente. Ela é uma das formandas desta etapa do programa e acaba de concluir o curso de atendente de farmácia. Ela enfrentou vários desafios para concluir a capacitação – de carro quebrado e não ter com quem deixar os três filhos pequenos até a falta de internet para fazer as atividades. Mas abraçou a oportunidade e foi até o fim.

A autônoma Layane de Sousa Marinho concluiu o curso de atendente de farmácia: “Tem gente que acredita que por ser um curso grátis não é bom. Mas é maravilhoso”

“Gostei muito do curso, me desenvolvi bastante, e perdi o medo de me comunicar. Foi um sonho que consegui concretizar”, comemora. “O professor é maravilhoso e é muito mais que um professor. Que continue a mudar a vida de mais pessoas, como foi comigo durante este mês.”

Não à toa, Layane vê um leque de oportunidades se abrir à sua frente. Ela conta que com muita dificuldade conseguiu se libertar da dependência química, em 2018. O processo não é fácil e às vezes ela sofre com crises de depressão. A conclusão da capacitação, contudo, marca uma nova etapa em sua vida. Além de se sentir mais preparada para o mercado de trabalho, ela planeja fazer um curso de técnico em enfermagem.

“Com tudo isso, valeu a pena porque aprendi muita coisa. Tem gente que acredita que por ser um curso grátis não é bom. Mas é maravilhoso”, garante.

A cada etapa do QualificaDF Móvel são oferecidas 880 vagas para cursos com carga horária de 80 horas/aula. As aulas são ministradas nos turnos matutino e vespertino. Entre as modalidades estão designer de sobrancelhas, maquiagem profissional, ⁠administração de serviços hospitalares, ⁠auxiliar de recursos humanos, ⁠design gráfico, ⁠auxiliar administrativo, ⁠cabeleireiro, ⁠atendente de farmácia, ⁠manutenção de celular e ⁠operador de microcomputadores (informática básica).

Durante o evento, os formandos também puderam se cadastrar para oportunidades de trabalho na agência do trabalhador itinerante.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever