15.5 C
Brasília
24 maio 2024 10:38


Estudantes cotistas da ESCS podem se candidatar a bolsa permanência

Formulário de inscrição será disponibilizado no site da Fepecs, nesta segunda-feira (1º), para quem quiser se candidatar em processo seletivo sobre benefício, no valor de R$ 570, a quem cursa enfermagem ou medicina

A partir desta semana, estudantes cotistas de enfermagem e medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS), que ingressaram recentemente nos cursos, podem se inscrever para o processo seletivo que oferta o benefício da bolsa permanência – uma ajuda financeira para a continuidade dos estudos ao longo de toda a formação. Custeadas pela Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs), as 64 bolsas são divididas igualmente entre as duas graduações, no valor de R$ 570 cada uma.

Anualmente, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a Escs divulga 80 vagas para ingresso em cada um de seus cursos, das quais 40% são reservadas para estudantes oriundos de escolas públicas do Distrito Federal ou de outras cidades do país. Esse é o primeiro critério para concorrer às vagas como cotista e, posteriormente, à bolsa permanência.

“As bolsas ajudam os estudantes a se manterem durante os cursos, pois ambos são integrais e diurnos”, destaca a diretora da Escs, Marta David Rocha. Uma vez cumpridos os requisitos para receber o benefício, o estudante “permanece com a bolsa até o fim do curso, sendo renovada anualmente, após confirmação da necessidade e interesse por parte do discente”, explica a gestora.

Requisitos e inscrição

Para concorrer às bolsas, o estudante deve comprovar, além da condição de cotista, possuir renda mensal bruta familiar correspondente a dois salários mínimos; não ter diploma de graduação ou estar matriculado em outro curso; e ter documentação de residência no DF ou entorno, dentre outras exigências.

Anualmente, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a Escs divulga 80 vagas para ingresso em cada um de seus cursos, das quais 40% são reservadas para estudantes oriundos de escolas públicas do DF ou de outras cidades do país

O formulário de inscrição será disponibilizado no site da Fepecs, nesta segunda-feira (1º), e a admissão do estudante no programa de bolsa permanência está condicionada ao cumprimento dos requisitos enumerados no edital, além do envio de todos os documentos necessários no ato de inscrição.

“Alguns estudantes dependem dessas bolsas para se alimentar, se locomover, ou até mesmo dar apoio às suas famílias”, afirma Marta Rocha. Segundo a gestora, a bolsa permanência pode ser acumulada com outros benefícios dentro da escola, como a bolsa para o Programa de Iniciação Científica (PIC) e a bolsa monitoria. “São incentivos ao estudo e auxiliam na conclusão dos cursos”, garante.

Histórias inspiradoras

A bolsa permanência é paga aos estudantes inclusive no período de recesso, em julho, e o principal requisito para que não seja suspensa é manter boas notas e não reprovar em nenhuma matéria

É comum observar jovens desistirem do sonho de serem médicos ou enfermeiros pela situação econômica da família. Muitos até conseguem ingressar no ensino superior, mas ao longo do curso, com os gastos que vão surgindo, precisam abandonar a graduação. Por isso é tão importante que instituições de ensino conheçam a realidade do seu público, observem suas necessidades e tenham programas de auxílio financeiro que garantam a permanência desses estudantes.

Esse é o caso de duas histórias, lembradas por Marta, sobre estudantes da Escs que só concluíram o curso de medicina por conta da bolsa permanência. Um deles morava de favor em um quarto nos fundos de uma igreja no Gama. A outra, uma mulher, era frentista em um posto de gasolina. Hoje, ambos são médicos e bem-sucedidos na profissão que lutaram para ter.

Para a diretora, “histórias como essas, de tanta resiliência dos estudantes, nos fazem acreditar que vale a pena continuar batalhando para que eles tenham benefícios e incentivos no decorrer dos cursos”.

A bolsa permanência é paga aos estudantes inclusive no período de recesso, em julho, e o principal requisito para que não seja suspensa é manter boas notas e não reprovar em nenhuma matéria.

Cronograma

Inscrição: 1º a 7 de abril
Recursos: 30 de abril a 1º de maio
Homologação do resultado final: 7 de maio

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever