23.5 C
Brasília
24 maio 2024 11:22


Goiás começa a vacinar adolescentes de 12 a 14 anos contra dengue

Desde o início do ano, estado registrou 31 mortes pela doença

Por Paula Laboissière

A partir desta sexta-feira (1º), adolescentes de 12, 13 e 14 anos também podem se vacinar contra a dengue em municípios goianos selecionados para a imunização. Até então, apenas crianças de 10 e 11 anos estavam recebendo a dose contra a dengue em Goiás.

Em nota, o governo do estado informou ter distribuído 158.505 doses da vacina para 134 municípios. Até o momento, entretanto, apenas 20.753 crianças foram imunizadas – o equivalente a 13% da população-alvo.

Dados da Secretaria de Saúde de Goiás apontam que o estado vive o pior cenário epidemiológico de dengue desde os primeiros casos da doença, na década de 1980. Apenas nas nove primeiras semanas deste ano, foram notificados 75.683 casos e 31 mortes.

Os óbitos vitimaram moradores de Anápolis, Luziânia, Valparaíso de Goiás, Uruaçu, Águas Lindas de Goiás, Iporá, Cristalina, Goiânia, Cidade Ocidental, Novo Gama, Alto Horizonte, Aurilândia, Caldas Novas e Senador Canedo.

> Clique aqui e saiba quais são os 521 municípios que recebem doses da Qdenga.

Mortes

“A gravidade da epidemia de dengue também se manifesta na rapidez com que estão acontecendo as mortes pela doença”, destacou a secretaria. Dados reunidos pelo Gabinete Central de Combate à Dengue apontam que os óbitos estão ocorrendo no intervalo de apenas seis dias a partir da manifestação dos primeiros sintomas da doença.

A Secretaria de Saúde reforçou a importância da hidratação imediata e da procura por atendimento médico já a partir da ocorrência dos primeiros sinais de dengue – geralmente, febre e dor no corpo. “Enquanto espera o atendimento, [o paciente] deve beber muita água. Se os sintomas se agravarem, a equipe de saúde deve proceder à hidratação venosa”.

A orientação é que o paciente retorne ao centro de saúde cerca de três dias depois, mesmo que a febre esteja cedendo. “Nesse período, surgem outros sintomas que indicam o agravamento da doença, entre os quais tontura ao levantar, dor abdominal, vômitos, sangramento no nariz e na gengiva e diminuição da urina”.

 

 

 

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever