23.5 C
Brasília
18 maio 2024 16:40


Caminhões e ônibus são proibidos de trafegar pelo Túnel Rei Pelé

Veículos de carga e de passageiros de turismo de qualquer altura e comprimento devem transitar obrigatoriamente pelo boulevard, na parte de cima do túnel no centro de Taguatinga

Ônibus, caminhões e veículos que transportam inflamáveis de qualquer altura e comprimento estão proibidos de transitar pelo interior do Túnel Rei Pelé. A medida estabelecida pela Secretaria de Obras e Infraestrutura do DF, responsável pela administração do complexo viário, se faz necessária por questões de segurança uma vez que, nos primeiros dois meses deste ano, foram registrados quatro incidentes envolvendo veículos com altura superior a 4,5 metros. Os veículos devem transitar obrigatoriamente pelo boulevard, na parte de cima do túnel no centro de Taguatinga.

A proibição do trânsito de ônibus, caminhões e transportes de inflamáveis no Túnel Rei Pelé se faz necessária por questões de segurança, uma vez que, nos primeiros dois meses deste ano, foram registrados quatro incidentes envolvendo veículos com altura superior a 4,5 metros | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

“Graças aos pórticos instalados na entrada de cada um dos túneis, os veículos não conseguiram acessar o interior da estrutura. Esses instrumentos servem como limitadores para evitar que veículos com mais de 4,5 metros de altura acessem o túnel e acabem colidindo com os jatos ventiladores. Importante destacar que existe sinalização viária indicando a proibição”, explica Bruno Almeida, engenheiro da Secretaria de Obras.

“Se um caminhão com altura acima da permitida acessar o túnel e se chocar com um dos ventiladores, o risco de ocorrer um acidente grave é alto. Por isso, se fez necessária a adoção dessas medidas a fim de garantir a segurança de todos os usuários”

Luciano Carvalho, secretário de Obras

O primeiro pórtico, o de aviso, tem a função de alertar o motorista. No alto desse pórtico tem estruturas metálicas que, ao serem tocadas pelo caminhão, fazem um barulho bem alto. Se mesmo assim o motorista não parar, há um segundo pórtico, o de sacrifício, instalado 50 metros após o primeiro. Esse pórtico cai ao ser tocado pelo caminhão obrigando o motorista a parar o veículo.

Sempre que há um incidente como esse, os órgão de trânsito (Detran, DER e PMDF) são imediatamente acionados para isolar o local. O protocolo de segurança também prevê o fechamento das três faixas para deslocamento do caminhão e retirada do pórtico atingido.

“Após a retirada do veículo, o condutor é levado à delegacia e autuado por transitar com o veículo com dimensões ou carga superiores aos limites estabelecidos legalmente ou pela sinalização, sem autorização. A infração é considerada média, com multa de R$ 130,16 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O condutor também é responsável por custear a substituição do pórtico danificado”, esclarece Almeida.

“Se um caminhão com altura acima da permitida acessar o túnel e se chocar com um dos ventiladores, o risco de ocorrer um acidente grave é alto. Por isso, se fez necessária a adoção dessas medidas a fim de garantir a segurança de todos os usuários”, pontua o secretário de Obras, Luciano Carvalho.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever