19.5 C
Brasília
15 abr 2024 05:33


Programa de Arborização vai plantar 100 mil mudas nativas no DF em 2024

Lançado na manhã deste sábado (24) pelo governador Ibaneis Rocha, plano ambiental teve início pelas quadras QEs 48 a 52 do Guará II

O Governo do Distrito Federal (GDF) lançou, na manhã deste sábado (24), o Programa Anual de Arborização de 2024. A iniciativa tem o objetivo de fortalecer o plantio de árvores nas regiões administrativas do Distrito Federal. O governador Ibaneis Rocha deu início ao plantio das 100 mil mudas previstas para este ano com uma ação no Guará II.

As primeiras mudas começaram a ser plantadas nas quadras QEs 38 a 52 da região, que têm recebido, nos últimos anos, obras complementares de infraestrutura. O chefe do Executivo destacou a alegria em iniciar o programa na cidade. “Essas quadras do Guará têm recebido grande atenção de todo o governo. Temos trabalhado arduamente para completar toda a urbanização dessa região e atender a todos os pedidos. Tenho um carinho especial pelo Guará, pois morei aqui durante muitos anos”, completou Ibaneis Rocha.

O DF está entre as Unidades da Federação mais arborizadas do país. O índice de área verde registrado na capital é quatro vezes maior que o mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde, de 12 m² por habitante, fato destacado pelo governador durante o evento.

“Brasília é um verdadeiro canteiro a céu aberto. A cidade é bastante arborizada e a população possui um alto nível de consciência ambiental. Temos aqui quase 60 m² de plantações para cada habitante, muito mais do que o exigido pela Organização Mundial de Saúde. Continuaremos esse trabalho em todo o DF. São 2,5 milhões de mudas que a Novacap produz todos os anos e que são plantadas em nossa cidade, então para nós é motivo de grande alegria”, destacou Ibaneis Rocha.

O índice de área verde registrado na capital é quatro vezes maior que o mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde, de 12 m² por habitante, fato destacado pelo governador durante o evento | Fotos: Renato Alves/Agência Brasília

O presidente da Novacap, Fernando Leite, enfatizou que o plano anual de arborização elaborado pela companhia é um mapeamento para atender às cidades de acordo com suas necessidades. “É uma jornada espetacular rumo aos 6 milhões de árvores plantadas. Hoje temos 5,5 milhões e vamos fechar o ano atingindo nossa meta. Isso torna Brasília cada vez mais uma cidade diferenciada sob o ponto de vista da qualidade de vida. A ideia é realizar esse plantio em todas as cidades, com plantas nativas do Cerrado, a maioria delas ipês”.

Cabe aos técnicos da Novacap percorrer todas as regiões administrativas, coletar dados com os gestores e identificar as vias onde há áreas verdes para plantar as mudas. “O GDF tem transformado os lotes vazios nas cidades, que muitas vezes se tornam verdadeiros lixões, em bosques. Vamos levar o plantio para todas as regiões administrativas para que esse benefício alcance as comunidades. A Novacap ficará responsável pelo plantio e manutenção, contando também com a ajuda da população nos cuidados”, completou Leite.

A Novacap é responsável pelo plantio e manutenção das árvores, coordenando desde a coleta de sementes à implantação das mudas nas cidades e ações posteriores, como podas preventivas

As árvores são desenvolvidas no Viveiro 2 da Novacap, no Setor de Oficinas Norte, e passam por pesquisas e experimentos agronômicos. Mais de 200 espécies, das quais cerca de 60% são nativas do Cerrado. É o caso do ingá-mirim e do ingá-colar, que despontam logo em janeiro, bem como dos ipês, do jatobá-da-mata e do jatobá-do-cerrado, que florescem em junho.

A Novacap é responsável pelo plantio e manutenção das árvores, coordenando desde a coleta de sementes à implantação das mudas nas cidades e ações posteriores, como podas preventivas. O plantio feito pela população deve ser orientado por equipes técnicas do órgão para evitar prejuízos estruturais e até acidentes. O serviço pode ser solicitado pela Ouvidoria-Geral do Distrito Federal, por meio do telefone 162 ou pelo site.

Durante o lançamento da iniciativa, cerca de 90 mudas nativas do Cerrado foram plantadas no canteiro central da avenida de expansão do Guará II

Benefícios para a comunidade

Durante o lançamento da iniciativa, cerca de 90 mudas nativas do Cerrado foram plantadas no canteiro central da avenida de expansão do Guará II. A presidente da Associação de Moradores, Teresa Ferreira, comemorou o plantio e afirmou que a comunidade já está criando grupos de mensagens para se revezar nos cuidados das mudas recém-plantadas. “Será a transformação da avenida Guará na avenida dos Ipês, acredito que será um dos pontos mais bonitos do DF. É um sonho realizado, já temos até um grupo organizando as pessoas para regar as plantinhas”, disse a moradora.

O servidor público Tulio Moraes, morador da QE 50, enfatizou que o plantio coroa os trabalhos de urbanização executados na área. “Todos que compraram um lote aqui sonhavam com essa infraestrutura. A avenida Guará está se tornando realidade e agradecemos os esforços do Governo.” Para ele, a arborização da região era um desejo da comunidade. “Brasília é conhecida por ser uma capital verde, então é um privilégio ter dentro do nosso setor uma avenida com mudas nativas do Cerrado, árvores significam qualidade de vida também”, completou Moraes.

Considerada a expansão do Guará, o GDF investiu nos últimos anos cerca de R$ 15 milhões, com recursos da Terracap, para finalizar a pavimentação, a drenagem e o projeto urbanístico das QEs 38 a 58. As quadras receberam 9 km de vias, 25 km de meio-fio, um quilômetro de ramal de rede de drenagem, 120 bocas de lobo e 18 mil m² de estacionamento.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever