26.5 C
Brasília
23 fev 2024 16:49


Vicente Pires recebeu quinta edição do Dia D de combate à dengue

Trabalho conjunto dos órgãos do GDF busca eliminar focos do mosquito Aedes aegypti e conscientizar população sobre medidas preventivas

Por Michelle Horovits

A luta contra a disseminação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, continua. Neste fim de semana, as ações do Dia D de combate à doença foram realizadas durante a 19ª edição do evento GDF Mais Perto do Cidadão, que aconteceu neste sábado (10), na Administração Regional de Vicente Pires. A Secretaria de Saúde (SES-DF) ofereceu atividades de conscientização e prevenção da dengue, atendimento, hidratação, além de serviços como vacinação, testagem rápida para hepatites, sífilis e HIV, aconselhamento e distribuição de preservativos.

Mais de quarenta profissionais da Estratégia Saúde da Família (ESF) atenderam a população da região em uma estrutura climatizada e preparada para oferecer tratamento e conforto a casos suspeitos da doença.

A auxiliar de serviços gerais, Ana Paula Alves, 45 anos, fez o teste rápido, passou por uma consulta e, rapidamente, foi levada à sala de hidratação: “Tive todos os sintomas, febre alta, dor de cabeça, nos olhos e fraqueza. Ainda bem que o atendimento foi rápido, estava muito debilitada”, conta.

Além de hidratação intravenosa e testagem rápida para dengue, a população contou também com vacinas de rotina e contra a covid-19. Foto: Ualisson Noronha/Agência Saúde-DF

Para o subsecretário de Vigilância à Saúde, Fabiano dos Anjos, a ação é mais uma oportunidade de aproximar população e governo na luta contra o mosquito. “O Dia D em Vicente Pires tem o objetivo de alertar e trazer a comunidade para perto do nosso governo. Estamos em dias de carnaval e é importante que os foliões cuidem da saúde. Aqui é uma oportunidade para isso, estamos com vacinas e testes rápidos, além de orientações para conscientizar a população sobre a dengue”, afirmou.

Para o subsecretário de Vigilância à Saúde, Fabiano dos Anjos, a ação é mais uma oportunidade de aproximar população e governo na luta contra o mosquito. Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF.

Também estiveram presentes as equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e do Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal (SLU), que disponibilizaram caminhões basculantes e pás mecânicas para a retirada de lixo, entulho e inservíveis descartados incorretamente em Vicente Pires e na região da Colônia Agrícola 26 de setembro.

A chuva não intimidou os mais de 100 agentes comunitários de saúde (ACS) e 35 agentes de vigilância ambiental (Avas) da SES-DF, com o reforço de 300 militares do Corpo de Bombeiros (CBMDF), que saíram pelas ruas da região e da Colônia Agrícola 26 de setembro. O intuito é orientar e identificar possíveis focos de reprodução do mosquito transmissor da doença. Oito veículos do “fumacê” aplicaram o inseticida UBV pelas ruas da Região Administrativa.

Ação conjunta do GDF vistoriou casas em Vicente Pires para orientar população sobre medidas preventivas contra a dengue e buscar criadouros do mosquito transmissor da doença. Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF.

“Já são cinco sábados que estamos trabalhando no combate à dengue. Pedimos à comunidade que nos ajude também fazendo as limpezas dentro de casa e que se atente ao descarte de resíduos para não acumular entulho”, pontuou a comandante-geral do CBMDF, coronel Mônica de Mesquita Miranda.

O secretário adjunto de governo, Valmir Lemos, reforçou o envolvimento de vários órgãos do Governo do Distrito Federal (GDF) na força-tarefa. “Nossa equipe está na rua diariamente realizando o trabalho de prevenção e combate ao mosquito. Estamos com uma programação extensa e que apoia o trabalho executado por diversos órgãos de governo. Em Vicente Pires, realizaremos serviços de zeladoria com um olhar atento a situações de desastre depois das chuvas dos últimos dias”, explicou

A tenente-coronel Ivy Lorena Ataíde destacou que o trabalho do Corpo de Bombeiros tem sido muito estratégico na orientação e fiscalização de imóveis. “Passamos todas as informações para a SES-DF, é um trabalho integrado, em uma frente preventiva contra a doença”, explicou.

Vacinação

A vacinação contra a dengue começou na sexta-feira (9) no sistema público de saúde do DF e teve grande adesão. Nesses dois primeiros dias, foram 6.941 doses aplicadas em todos os 15 pontos disponíveis para imunização, espalhados pelas regiões de Saúde da capital.

Daniele Belizário, servidora pública, aproveitou o feriado para vacinar os dois filhos na Unidade Básica de Saúde (UBS) 2 do Guará e foi até o evento em Vicente Pires para completar o cartão e vaciná-los também contra o HPV. “Sempre tomamos vacina pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o cartão deles está completinho. É a melhor forma de se proteger, é quase uma tradição de família”, aponta.

Daniele Belizário, servidora pública, levou os filhos para atualizar o cartão de vacina. Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF

A lista completa com os endereços e horários está disponível no site da Secretaria de Saúde (SES-DF).

Para se vacinar, é preciso que a criança esteja acompanhada do responsável, com documento de identificação e a caderneta de vacinação. Não é necessário agendamento.

A vacina não é indicada para indivíduos com imunodeficiência congênita ou adquirida, incluindo aqueles em terapias imunossupressoras, com infecção por vírus da imunodeficiência humana (HIV) sintomática ou com evidência de função imunológica comprometida, e em pessoas com hipersensibilidade às substâncias listadas na bula. A restrição se estende às mulheres grávidas ou em período de amamentação. Quem teve a doença há menos de seis meses também não pode receber a dose.

A melhor maneira de evitar a dengue é combater a proliferação do mosquito, acabando com reservatórios de água parada. É necessário que cada um faça um trabalho constante de vigilância em sua residência. Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF.​​

 

 

 

 

LEIA TAMBÉM

Brasília
trovoada
26.5 ° C
26.5 °
26.5 °
57 %
2.6kmh
75 %
sex
27 °
sáb
26 °
dom
26 °
seg
27 °
ter
26 °