15.5 C
Brasília
20 maio 2024 06:18


Restaurantes comunitários passam a aceitar Pix como forma de pagamento

Medida passa a valer nesta sexta-feira (2) em todas as 16 unidades do DF; antes, as refeições poderiam ser pagas apenas com dinheiro ou com cartão de débito, em algumas unidades

Os 16 restaurantes comunitários do Distrito Federal aceitam, a partir desta sexta-feira (2), a modalidade Pix para pagamento das refeições. Prevista na lei nº 7.300/2023, regulamentada recentemente, a medida passou a valer para pagamento de todas as refeições que são servidas nas unidades: café da manhã, almoço e jantar.

A partir desta sexta, frequentadores de todas as unidades dos restaurantes comunitários contam com a opção de pagamento por Pix | Foto: Divulgação/Sedes

Frequentadora há cinco anos do Restaurante Comunitário da Estrutural, Ester Silva dos Santos, 38 anos, ficou satisfeita. “Muitas vezes, nós não temos dinheiro em mãos e é complicado conseguir um troco para almoçar. Agora, ficou maravilhoso para nós”, comemora. Ester é gari e almoça de segunda a sábado com os colegas do trabalho na unidade da Estrutural. “Pretendo só usar o Pix a partir de agora.”

“Cheguei aqui e não sabia que podia pagar com Pix. Inclusive, antes de vir, corri atrás para trocar dinheiro e poder pagar o almoço. Com certeza, eu vou aproveitar isso, porque é a coisa mais rara eu ter dinheiro em espécie. Facilitou demais”

Cicero da Silva Pereira, motorista

Antes, o pagamento das refeições poderia ser realizado apenas com dinheiro. Algumas unidades também aceitavam cartão de débito. Com o Pix, o cidadão terá mais uma opção para ter acesso a alimentação nos restaurantes comunitários.

“O pagamento via Pix já faz parte do dia a dia da população porque facilita o pagamento dos serviços. Mesmo com refeições a preços acessíveis, para muitas famílias é complicado sacar dinheiro antes de almoçar, tem a dificuldade do troco também. Essa possibilidade de pagamento via Pix, além de trazer mais conforto para os nossos usuários, facilita o acesso deles à segurança alimentar e nutricional por meio de uma alimentação saudável que é servida nos restaurantes”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra.

Pela nova lei, as empresas terceirizadas que administram os restaurantes, sob a gestão da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), são responsáveis por viabilizar a nova modalidade de pagamento em todas as unidades. Para informar a população, foram instaladas placas de sinalização nos caixas, indicando o pagamento por Pix e os passos para a utilização dessa modalidade.

“Cheguei aqui e não sabia que podia pagar com Pix. Inclusive, antes de vir, corri atrás para trocar dinheiro e poder pagar o almoço. Com certeza, eu vou aproveitar isso, porque é a coisa mais rara eu ter dinheiro em espécie. Facilitou demais”, enfatiza o motorista Cicero da Silva Pereira, de 63 anos, também frequentador assíduo do Restaurante Comunitário da Estrutural.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever