21.5 C
Brasília
19 maio 2024 00:15


Referenciamento de pacientes com dengue é debatido entre gestores do HRSM com foco na planificação da saúde na Região Sul

Objetivo é estabelecer o fluxo de atendimento dos casos moderados da doença

Por Jurana Lopes
Nesta quarta-feira (24), a superintendência do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) se reuniu com os gestores da Superintendência de Saúde da Região Sul e da Unidade de Pronto Atendimento do Gama para tratar do referenciamento de pacientes devido ao aumento expressivo de casos de dengue em todo o Distrito Federal.
Dentre os assuntos mais debatidos estava o crescente número de pacientes com dengue tipo C, considerada moderada e que, geralmente, necessita de atendimento médico para hidratação e reavaliação posterior dos sintomas.
“O que assusta neste ano é que a dengue está com o perfil diferente dos anos anteriores. Os pacientes apresentam sintomas um pouco mais fortes e que faz com que a gente classifique-os como amarelo ou laranja”, avalia o gerente de Emergência do HRSM, Felipe Augusto Oliveira.
Focados em dar resolutividade e desafogar as portas de entradas tanto do pronto-socorro do HRSM quanto do Hospital Regional do Gama (HRG) por estes pacientes, os gestores debateram o fluxo de atendimento que tem ocorrido e discutiram estratégias mais efetivas.
“Precisamos melhorar o referenciamento dado destes pacientes nesta sazonalidade da dengue. Se o paciente é azul ou verde, não tem porque ele ser atendido no hospital ou na UPA, ele precisa ser atendido nas unidades básicas de saúde para que as UPAS e tendas sejam exclusivas para pacientes amarelos”, avalia a superintendente do HRSM, Eliane Abreu.
Gestores do HRSM debatem Referenciamento de pacientes com dengue no Gama e em Santa Maria | Foto: Jurana Lopes
Como medida imediata para melhorar o suporte nos atendimentos, a gestora informou que o laboratório do HRSM irá ajudar atendendo parte da demanda de exames. Vai receber os exames dos finais de semana coletados nas unidades básicas de saúde. Além disso, o hospital vai disponibilizar um técnico de enfermagem para coletar os exames de sangue dos pacientes que estão na tenda da dengue e levar até o hospital durante a semana.
O superintendente da região Sul, Willy Pereira Filho, destacou que a Secretaria de Saúde disponibilizou o pagamento de TPD (horas extras) para aumentar as equipes hospitalares e das unidades básicas de saúde.
“Vamos tentar atender todos os pacientes classificados com azuis e verdes nas UBSs e evitar que ele vá até o pronto-socorro dos hospitais ou das UPAs sem necessidade. Também estamos com horário estendido nos finais de semana em UBSs do Gama e de Santa maria”, afirma.
Com relação aos estoques de medicamentos e insumos para atender pacientes com dengue, todos os gestores afirmaram que estão com estoques em dia para suportar todo o período de sazonalidade da dengue.

LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever