22.5 C
Brasília
18 abr 2024 04:27


Trem colide com ônibus e deixa uma mulher morta e cinco feridos no DF

ANTT pediu investigação do caso, embora imagens obtidas por pessoas presentes no local apontem possível falha por parte do motorista do ônibus

Por Kleber Karpov

Um trem de carga colidiu na lateral de um ônibus na tarde desta sexta-feira (17/Nov), no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), em Brasília, próximo ao balão que dá acesso ao Setor de Cargas (STRC) e a Cidade do Automóvel. O acidente registrou o óbito de Júlia de Albuquerque Violato, 37 anos, além de deixar o cobrador e outras três pessoas feridas. O acidente foi registrado por um motorista que passava pelo local.

No vídeo, é possível ouvir o trem a apitar para o ônibus, enquanto esse estava a passar pelos trilhos, em baixa velocidade. Na iminência do acidente, o motorista chegou a acelerar o ônibus, porém, sem tempo hábil para evitar a colisão.

Acidente

Com a colisão, segundo informações prelimintares, Júlioa de Albuquerque, que veio a óbito no ato do acidente,  foi lançada para fora do ônibus e em seguida atigida pelo trêm. Após o choque, o motorista do ônibus da  Viação Marechal, Pedro Domiense Campos, 42 anos, que fazia o trecho da W3 Sul para o P Sul, em Ceilândia foi levado em choque, mas sem ferimentos,  para o Hospital de Base do DF (HBDF). Segundo informações da Polícia Civil do DF (PCDF), após atendimento deve ser conduzido à 5ª Delegacia de Polícia para prestar depoimento.

Vítimas

Informações do Corpo de Bombeiros do DF (CBMDF) e da Polícia Militar (PMDF), obtidas pelo jornal Metrópoles, apontam que as outras vítimas são

  • Nildete Antunes Vitor, 58 anos. Estava consciente e orientada, apresentando corte profundo do lado direito da cabeça, fraturas no braço esquerdo e na clavícula direita. Foi transportada para o Hospital de Base de Brasília por meio da aeronave do CBMDF.
  • Júlio Botelho Fernandes, 28 anos. Estava inconsciente e instável. Foi transportado para o Hospital de Base de Brasília com traumatismo cranioencefálico grave.
  • Janderson Rodrigues da Costa, 47 anos. Foi transportado pelo SAMU para o Hospital de Base de Brasília consciente e orientado, apresentando escoriações na face e nos braços.
  • Uma jovem de 19 anos foi transportada pelo SAMU para o Hospital Regional da Ceilândia sem traumas físicos, apenas com crise nervosa.

Causas

Por meio de nota, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), lamentou a morte da vítima fatal do acidente e afirmou ter acionado a concessionária Ferrovia Centro-Atlântica S.A., responsável pela malha férrea do Distrito Federal, para apresentar em 30 dias um laudo apontando as causas do ocorrido. Muito embora, para a ANTT, as informações prelimintares apontem, com base em análise prévia, a ocorrência de desatenção por parte do motorista do ônibus.

“Agência Nacional de Transportes Terrestres lamenta e expressa solidariedade aos familiares da vítima do acidente envolvendo um trem da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) e um ônibus do transporte coletivo do Distrito Federal, nesta sexta-feira (17/11), em Brasília. Em uma análise prévia realizada com as imagens do acidente, é possível observar que o coletivo avançou a passagem em nível sem atentar para a sinalização do local e para os avisos de emergência emitidos pela composição ferroviária.”, apontam a ANTT em nota.

Não existe cancela que impeça o trânsito de veículos ou pedestres pela linha férrea no momento da passagem do trem. Há, porém, placas alertando para a possibilidade de aproximação de uma composição e orientações para que o motorista fique atento no cruzamento.

“Como medidas de segurança, as passagens em nível contêm os elementos necessários para a sinalização e alerta aos pedestres e condutores. Além disso, na proximidade das passagens em nível, há procedimentos rigorosos em que o maquinista deve reduzir a velocidade, acender os faróis e acionar o sinal sonoro (buzina). Desse modo, é importante que o motorista esteja sempre atento à sinalização no local, obedecendo às orientações dos elementos de sinalização (placas, sinais sonoros, etc)”, acrescentou a ANTT em sua nota.

A Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) do DF divulgou nota solidarizando-se com os envolvidos no acidente e afirmando que aguardará o resultado das investigações a fim de esclarecer os fatos.

 

LEIA TAMBÉM