28.5 C
Brasília
19 abr 2024 15:09


Detran capacita mulheres para ingresso no mercado de transporte

Cursos gratuitos habilitam público feminino para a condução de transporte escolar e coletivo, veículos de emergência e de cargas inflamáveis, entre outros

Por Josiane Borges

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) oferece oportunidades de capacitação para mulheres no setor de transporte por meio do projeto Capacitação para Mulheres em Cursos Especializados de Trânsito. Os cursos gratuitos têm como objetivo preparar o público feminino para a inserção no mercado de trabalho em funções que, atualmente, são predominantemente exercidas por homens.

Desenvolvido pela Escola Pública de Trânsito e o Núcleo de Formação e Cursos de Trânsito da Diretoria de Educação do Detran-DF, o projeto oferecerá qualificação para condutoras de veículos de emergência, transporte escolar, transporte coletivo de passageiros, transporte de produtos perigosos, como inflamáveis, carga indivisível, como maquinários e motofrete.

“A iniciativa está em consonância com o II Plano Distrital de Políticas Públicas para Mulheres, instituído pelo decreto nº 42.590 de 2021. O Detran lançou o projeto visando contribuir para a igualdade de gênero e valorizar a participação feminina no mercado das atividades remuneradas no trânsito”Ellen Souza, chefe do Núcleo de Formação e Cursos do Departamento de Trânsito

“A iniciativa está em consonância com o II Plano Distrital de Políticas Públicas para Mulheres, instituído pelo decreto nº 42.590 de 2021. O Detran lançou o projeto visando contribuir para a igualdade de gênero e valorizar a participação feminina no mercado das atividades remuneradas no trânsito”, explica a chefe do Núcleo de Formação e Cursos do Departamento de Trânsito, Ellen Souza.

De acordo com a servidora, o órgão identificou a necessidade devido à baixa procura nos cursos de capacitação promovidos pelas escolas credenciadas ao Detran. “Após um levantamento interno, verificamos que apenas 4% das vagas eram preenchidas por mulheres. A procura era predominantemente masculina, então decidimos lançar os cursos gratuitos exclusivamente para o público feminino para dar a oportunidade a elas nessas atividades”, destaca Ellen.

Capacitação

A primeira turma do curso de transporte de condutoras de veículos de emergência conclui o curso nesta quinta (16), e 21 alunas saem aptas para a condução dos veículos | Foto: Divulgação/Detran-DF

As aulas presenciais são realizadas na Diretoria de Educação de Trânsito (Direduc), no Setor de Edifícios Públicos Sul (SEPS), Quadra 706/906, na Asa Sul. São 50 horas de aulas, durante as quais as mulheres aprendem, por meio de atividades teóricas e práticas, a condução dos veículos. Ao final, as alunas passam por avaliação e recebem uma certificação de aptidão, que constará na carteira de motorista digital. Os cursos têm validade de cinco anos, renováveis.

“É um ensino com técnicas diferenciadas. Ao final, elas saem aptas para o ingresso nas atividades. Queremos quebrar e reduzir o preconceito com as mulheres no trânsito. Para isso, vamos fazer campanhas educativas também, pois isso requer uma mudança na sociedade; e ,com o envolvimento de outras secretarias, vamos trabalhar para inseri-las no mercado de trabalho”, completa a chefe do Núcleo de Formação.

Estão abertas as inscrições para o preenchimento de 25 vagas para motoristas de transporte escolar. As aulas começam no próximo dia 24

A primeira turma do curso de transporte de condutoras de veículos de emergência conclui o curso nesta quinta-feira (16), e 21 alunas saem aptas para a condução dos veículos.

Como participar

Estão abertas as inscrições para o preenchimento de 25 vagas para motoristas de transporte escolar. As candidatas devem ter mais de 21 anos, além de habilitação ativa na categoria D. As inscrições são presenciais na Diretoria de Educação de Trânsito, das 7h às 18h, no mesmo local onde serão ministradas as aulas presenciais.

As aulas começam no próximo dia 24, no período vespertino. De acordo com o Detran, os próximos cursos estão previstos para o ano que vem.

LEIA TAMBÉM