21.5 C
Brasília
23 abr 2024 02:17


Brazlândia e Samambaia recebem vistorias para evitar vazamentos na rede de água

Equipes da Caesb uniformizadas e identificadas percorrem ruas das duas regiões administrativas

Com o objetivo de reduzir as perdas de água nas redes de distribuição, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) está realizando uma Pesquisa de Vazamentos não Visíveis em todos os setores em Brazlândia e em diversas quadras em Samambaia. Caso sejam encontradas tubulações ou equipamentos que necessitem de reparos, as equipes farão os consertos ou a substituição dos ramais – as instalações que ligam a rede geral de água da rua com a rede interna do imóvel – para melhoria do sistema de distribuição de água potável.

Nos próximos meses, equipes da Caesb percorrerão as ruas da Vila São José e Expansão da Vila São José; Setor Veredas; Setor Tradicional; Setor Norte e Setor Sul em Brazlândia.

Em Samambaia, os técnicos visitarão as quadras QR 208, QR 210; QR 315, QR 327; QR 402, QR 404, QR 406, QR 408, QR 410, QR 414; QR 502, QR 504, QR 506, QR 508, QR 510, QR 511, QR 512, QR 513, QR 514, QR 516; QR 602, QR 603, QR 613, QR 615 e QR 617.

Nestas vistorias, os profissionais irão realizar o levantamento de dados do sistema de distribuição de água; verificar possíveis vazamentos das tubulações de água que estejam ocultos; realizar consertos ou substituir ramais prediais; e fazer a recomposição da cobertura asfáltica e de calçadas, muretas e paredes que tenham passado por manutenção nas redes de distribuição de água.

O superintendente de Operação e Manutenção de Redes Oeste-Sul da Caesb, Mauro Laerte Dantas, explica a relevância do trabalho de vistorias. “Iniciamos esta nova frente de trabalho em maio deste ano. Trata-se de uma ação de pesquisa para detectar vazamentos não-visíveis no sistema distribuidor de água e realizar os devidos reparos, caso sejam necessários. É mais uma iniciativa para reduzir as perdas e evitar o desperdício de água”, afirma Mauro.

Para que a ação seja eficaz, será preciso a colaboração dos moradores da região. Poderá ser necessária a visita dos técnicos aos imóveis para vistoria de hidrômetros e dos cavaletes (estruturas onde os hidrômetros são instalados). Nestes casos, os profissionais estarão uniformizados e portarão crachás funcionais e documentos de identificação civil. Caso o portão esteja fechado, um aviso de comparecimento será deixado no imóvel com as instruções para uma nova vistoria.

Mais informações poderão ser obtidas por meio do site www.caesb.df.gov.br, pela Central de Atendimento Telefone 115, Escritórios de Atendimento ou Postos Na Hora.

LEIA TAMBÉM