21.5 C
Brasília
23 abr 2024 02:46


Plano de saúde dos servidores do GDF terá aumento médio de 20%. Entenda

Segundo o Inas, responsável pela gestão do plano, o reajuste é necessário para sanar as perdas da inflação e manter o equilíbrio do convênio

Por Francisco Dutra

As mensalidades do plano de saúde dos servidores do Governo do Distrito Federal, o GDF Saúde, terão aumento médio de 20%. Este é o primeiro reajuste do convênio, criado em 2020, responsável pelo atendimento de 85 mil pessoas atualmente.

O reajuste foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de terça-feira (15/8). Segundo o Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores (Inas), o reajuste é necessário para compensar a inflação e manter o equilíbrio financeiro do plano.

Para os dependentes, havia distinção se a pessoa era ativa ou inativa, com valores que variavam entre R$ 200 e R$ 400. Agora, só a idade será levada em conta. As mensalidades ficarão entre R$ 230 e R$ 490.

   Confira os novos valores do plano de saúde dos servidores do DF – Credito: Yanka Tomão / Metrópoles

 

Reajuste foi publicado no DODF – Crédito: Reprodução DODF

O reajuste entrará em vigor a partir de 1º de setembro de 2023, com efeitos financeiros para os beneficiários em outubro.

Para driblar o déficit

Segundo estudo atuarial do Plano GDF Saúde, existe uma projeção de déficits financeiros crescentes para os exercícios de 2023, 2024 e 2025, caso não haja alteração em seu custeio.

“Para manter o plano ativo, além da participação dos beneficiários, o GDF arca com quase metade da despesa. No entanto, os custos mensais aumentam a cada dia” disse a diretora-presidente do Inas, Ana Paula Cardoso.

 

LEIA TAMBÉM