20.5 C
Brasília
29 fev 2024 05:02


CGU retira sigilo de 100 anos de processo que envolve Eduardo Pazuello

Ex-ministro da Saúde de Bolsonaro, general do Exército participou de evento político, algo proibido aos militares na ativa

Por Kleber Karpov

A Controladoria-Geral da União (CGU) determinou, na sexta-feira (17/Fev), a retirada do sigilo de 100 anos sobre processo no Exército sobre investigação do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. A CGU estabeleceu ainda o prazo de 10 dias para que  informações do caso sejam liberadas.

O processo está relacionado a participação de Pauzuello, em maio de 2021, em ato político, ao lado do ex-presidente, Jair Bolsonaro (PL-RJ), no Rio de Janeiro. Na ocasião, o, então ex-ministro da saúde, também era general da ativa do Exército, que proíbe militares da ativa de participar de eventos políticos.

Vale observar que, após denúncia, Pazuello foi absorvido pelo Exército, ocasião em que a força militar impôs sigilo de 100 anos, sobre o caso, com conforme a Lei de Acesso à Informação (LAI). “A documentação solicitada é de acesso restrito aos agentes públicos legalmente autorizados e à pessoa a que ela se referir”, afirmou a Força na época.

Transparência

Com a decisão de retirar o sigilo, a CGU informou ao Exército que os dados devem ser disponibilizados, em no máximo, 10 dias. Segundo a Controladoria, a investigação de Pazuello deve obedecer o princípio da transparência na administração pública.

“Deve preponderar o princípio da transparência, a fim de conferir o direito de acesso a uma informação que está sob a guarda e a custódia da administração pública e que trata de um processo administrativo já concluído”, escreveu a CGU na decisão.

 

LEIA TAMBÉM

Brasília
céu pouco nublado
20.5 ° C
20.5 °
17.6 °
83 %
0.5kmh
20 %
qui
30 °
sex
30 °
sáb
29 °
dom
27 °
seg
26 °

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever