22.5 C
Brasília
21 maio 2024 00:51


Neoenergia anuncia contratar profissionais formados na Escola de Eletricistas

Até o fim do ano, mais de 170 pessoas terão a oportunidade de se capacitar por meio de sete turmas

Na última terça-feira (31), ocorreu a formatura de mais três turmas da Escola de Eletricistas da Neoenergia Brasília, realizada em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), em Taguatinga. Os 63 formandos dessas turmas, sendo 36 mulheres, se juntam aos 128 profissionais que foram formados para o mercado de trabalho em todo o Distrito Federal. Destes, 114 já foram contratados para o quadro da concessionária, sendo 65 homens e 49 mulheres, ampliando a equidade de gênero também nas áreas técnico-operacionais da empresa. O evento contou com a presença do CEO da Neoenergia, Eduardo Capelastegui, do diretor-presidente da Neoenergia Brasília, Frederico Candian, e do diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Sandoval Feitosa.

Além de fomentar a geração de emprego e renda no Distrito Federal, a iniciativa visa ampliar a oportunidade de uma nova profissão para mulheres, contribuindo, principalmente, para a equidade de gênero em profissões majoritariamente masculinas. Além disso, a escola possibilita que, depois da formação, as alunas possam integrar o quadro de colaboradores da distribuidora, de empresas parceiras ou atuar em outras instituições no mercado. A expectativa é formar turmas com no mínimo 35% de participantes do sexo feminino.

O grupo Neoenergia têm hoje 15.500 pessoas trabalhando e 4 mil eletricistas entraram nos últimos quatro anos. “A Escola de Eletricistas surgiu por uma decisão que tomamos há mais ou menos cinco anos atrás: formar e capacitar seus funcionários dentro de casa. Ninguém no setor tem essa característica de formar tão intensa e, agora, posso afirmar para que foi a melhor decisão que poderíamos ter tomado”, comemora Eduardo Capelastegui, CEO da Neoenergia. “Abracem essa oportunidade, esse é só o começo. Acreditamos muito nesse movimento de diversidade e inclusão”.

“Passa um filme na cabeça acompanhar essa formatura. Eu tenho uma história de vida e profissional parecida com a que vocês começam agora”, conta Sandoval Feitosa, engenheiro eletricista de formação e diretor-geral da Aneel. “Fico feliz em ver essa parceria da Neoenergia e do SENAI no desafio de formar pessoas. Na medida que vocês passam por um processo de formação, regular, normatizado e prático, as condições para se realizar o trabalho com segurança, de vocês e de toda a população do Distrito Federal é muito maior”, completa.

Até o fim do ano, mais de 170 futuros eletricistas terão a oportunidade de se capacitar por meio de sete turmas. Grande parte desses eletricistas serão contratados nos próximos meses pela Neoenergia para atuar em atividades técnicas e comerciais no Distrito Federal.

“Nós temos o compromisso de contribuir para o desenvolvimento sócio- econômico do Distrito Federal, o que inclui a geração de emprego e renda e ampliação da equidade de gênero nas atividades técnicas operacionais”, explica Frederico Candian, diretor-presidente da Neoenergia Brasília. “A Escola de Eletricistas é extremamente importante para esse processo”, finaliza.

A escola oferece capacitação profissional gratuita, e pessoas com idade acima de 18 anos, ensino médio completo e Carteira Nacional de Habilitação (CNH), mínimo B, podem se inscrever. Os cursos têm ênfase em redes de distribuição de energia elétrica e as aulas são divididas em duas etapas, começando pela parte teórica, em formato remoto, e finalizando com as aulas práticas presenciais, em campos de postes, seguindo os protocolos de saúde e segurança.

Pioneirismo

O projeto é realizado pelas distribuidoras do grupo Neoenergia e já capacitou aproximadamente 5 mil alunos no Distrito Federal e nos estados da Bahia, de Pernambuco, do Rio Grande do Norte e São Paulo. Desse total, cerca de 4 mil profissionais foram contratados pelas empresas do grupo. A iniciativa pioneira ao criar turmas para mulheres, a fim de promover a diversidade e a inclusão, é reconhecida como exemplo global de um dos Princípios de Empoderamento das Mulheres pelo WeEmpower, programa da ONU Mulheres junto à Organização Internacional do Trabalho (OIT) e à União Europeia, para estimular boas práticas das empresas.



Política Distrital nas redes sociais? Curta e Siga em:
YouTube | Instagram | Facebook | Twitter






LEIA TAMBÉM

PD nas redes

FãsCurtir
SeguidoresSeguir
SeguidoresSeguir
InscritosInscrever