Domingo começa vacinação de crianças contra a covid-19 no DF

GDF anunciou que a imunização terá início pelas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e deficiência permanente e com 11 anos sem comorbidades

125
Print Friendly, PDF & Email
Adriana Izel

O Governo do Distrito Federal anunciou, nesta quarta-feira (12) em coletiva de imprensa, o início da vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a covid-19. A imunização está prevista para domingo (16) e será feita com as 16,3 mil doses de Pfizer que o DF vai receber – autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no Brasil para o público-alvo.

As vacinas estão previstas para chegar a Brasília na sexta-feira (14). Caso os imunizantes sejam antecipados, a vacinação também será adiantada. Esse é apenas o primeiro lote concedido pelo governo federal. São aguardadas novas remessas ao longo de janeiro.

“Viemos explicar o que o governo está fazendo contra a pandemia da Ômicron. Uma das medidas é a imunização das crianças. Vamos receber 16,3 mil doses [do Ministério da Saúde], mas sabemos que não serão suficientes”, afirmou o governador em exercício. Paco Britto aproveitou para fazer um apelo à população: “Vacina boa é vacina no braço”.

Publicidade

Como será

A aplicação dos imunizantes seguirá as recomendações da Anvisa e do Ministério da Saúde, com administração em esquema escalonado. Na primeira fase, que será iniciada no domingo, serão vacinadas as crianças de 5 a 11 anos com comorbidades (mediante apresentação de laudo médico) e deficiência permanente e crianças de 11 anos sem comorbidades. As crianças devem estar acompanhadas dos pais ou dos responsáveis, com documentos que comprovem o parentesco. Não será exigida prescrição médica. Não é recomendada a vacinação de crianças com quadro febril.

“Estamos priorizando. São 40 mil crianças só com 11 anos e 15 mil com comorbidades. Não é o ideal. Mas vamos trabalhar para garantir a vacinação com conforto. Não haverá distribuição de senha. Serão de 800 a mil doses por posto”, adiantou o secretário de Saúde, Manoel Pafiadache.

Os imunizantes da campanha infantil são diferentes das doses utilizadas em adultos, com frascos diferenciados em tamanho e em cor, assim como o insumo e as seringas

A vacinação ocorrerá em 11 postos exclusivos e fixos para a campanha infantil, com funcionamento das 8h às 17h. Serão unidades em Sobradinho, Planaltina, Santa Maria, Paranoá, Ceilândia, Brazlândia, Plano Piloto, Cruzeiro, Guará, Taguatinga e Samambaia, por onde serão distribuídas 10 mil doses.

A Secretaria de Saúde também anunciou a vacinação itinerante com foco nas crianças com deficiência permanente e sob tutela do Estado, onde serão disponibilizadas seis mil doses. A imunização será feita com deslocamento das equipes de Saúde da Família até as instituições sociais e de saúde, chegando até as crianças com dificuldade de locomoção.

Vale lembrar que os imunizantes da campanha infantil são diferentes das doses utilizadas em adultos, com frascos diferenciados em tamanho e em cor, assim como o insumo e as seringas.

Próxima etapa

A vacinação do primeiro grupo seguirá até que todos sejam contemplados. Depois, conforme o avanço, as idades serão reduzidas até chegar às crianças com cinco anos sem comorbidades. O DF conta atualmente com 268 mil crianças entre 5 e 11 anos, de acordo com dados da Codeplan.

“Essa é apenas a primeira etapa da vacinação das crianças. Nos reuniremos na semana que vem para levar a imunização até as regionais de ensino”, afirmou o governador em exercício, Paco Britto. A nova fase será definida nos próximos dias pelas secretarias de Saúde, Educação e Casa Civil.

A Secretaria de Saúde irá detalhar ainda mais a campanha de vacinação das crianças contra o coronavírus em coletiva de imprensa marcada para esta quinta-feira (13), um dia antes da chegada da remessa.

Ordem de prioridade

– Crianças com 5 a 11 anos com deficiência permanente ou com comorbidades
– Crianças sob tutela do Estado
– Crianças sem comorbidades na ordem: 11 anos, 10 anos, 9 anos, 8 anos, 7 anos, 6 anos e 5 anos

Artigo anteriorGDF anuncia plano de mobilização de leitos e testagem ampliada
Próximo artigoDF está em alerta para combater proliferação do Aedes aegypti