Secretaria de Saúde do DF espera “explosão” de casos de Covid em até 45 dias

Segundo a pasta, característica da nova variante, de alta transmissibilidade, deve causar um aumento significativo de casos

949
Print Friendly, PDF & Email

Por Matheus Garzon

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou, em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (6/1), que espera uma “explosão” de casos de Covid-19 nos próximos 45 dias. Segundo a pasta, no entanto, a expectativa é de que a maior parte dos novos infectados apresentem sintomas leves.

Conforme conta Fernando Damasceno, secretário-adjunto de assistência à saúde, o perfil da variante Ômicron é a alta transmissibilidade. “É importante continuar a procura por testes. Queremos identificar esses casos para fazer os positivos ficarem em casa, tirarmos eles de circulação”, explica.

Publicidade

Neste sentido, os novos pontos de testagem implementados pelo GDF têm percebido aumento significativo de porcentagem de exames positivos. Enquanto que na semana do Natal o percentual ficava em torno de 5%, nesta semana a média é de 24% de positividades.

Por outro lado, segundo dados analisados do comportamento da variante em outros países, a letalidade tem sido menor. “Aqui no DF temos ainda uma cobertura vacinal que nos protege mais, ao contrário de outros países que já estão em estágios mais avançados da Ômicron”.

Apesar de não considerar que será necessário, Fernando diz que a secretaria está pronta para remobilizar mais leitos de UTI para atender a população. “Nós estamos sempre monitorando a demanda e conseguimos fazer a remobilização rapidamente. Ainda temos os acoplados de Samambaia e Ceilândia para usarmos em uma eventualidade”, destaca.

FONTEMetropoles
Artigo anteriorUPAs do DF são reforçadas com mais insumos e profissionais
Próximo artigoPesquisa deve analisar perfil de enfermeiros de práticas integrativas e tradicionais