Incêndio deixa cinco mortos na sede da maior fabricante de vacinas na Índia

Segundo jornais indianos, a produção de imunizantes contra a Covid-19 não foi afetada. Prefeito da cidade de Puna confirmou óbitos

41
Print Friendly, PDF & Email

Um incêndio atingiu, na manhã desta quinta-feira (21/1), o Serum Institute of India, maior fabricante mundial de vacinas. De acordo com a imprensa local, a produção de imunizantes contra a Covid-19 não foi afetada.

Os canais de televisão indianos exibiram imagens de uma enorme nuvem de fumaça sobre as instalações do instituto, onde milhões de doses da vacina Covishield, desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford, são feitas.

Cinco pessoas morreram no incêndio, segundo o “Times of India”. O prefeito da cidade de Puna, Murlidhar Mohol, disse que os mortos são provavelmente trabalhadores de construção civil que estavam no prédio.

O diretor-executivo da empresa, Adar Poonawalla, afirmou que a unidade que pegou fogo produz vacinas para o rotavírus. Ele estima que a perda nessa linha de produção será de até 40% do volume de doses.

Resgate

A imprensa local informou que esforços massivos estão sendo feitos para apagar o incêndio e que vários carros de bombeiros estão no prédio do instituto.

“Estamos tentando resgatar uma ou duas pessoas, essa é nossa única prioridade agora. Avaliaremos a situação mais tarde sobre os danos em todas as outras contas”, disse o CEO da Serum, Adar Poonawalla, à NDTV.

As imagens mostraram uma fumaça densa saindo do edifício. “Havia quatro pessoas dentro do prédio. Resgatamos três até agora, embora a fumaça esteja dificultando o trabalho de controlar o fogo”, disse um bombeiro.