Sheik do Reino do Bahrein visita a Catedral de Brasília e a Igreja Ortodoxa do Lago Sul

359
Print Friendly, PDF & Email

Por Fabiana Ceyhan

O Reino do Bahrein, que mantém excelentes relações bilaterais, comerciais e culturais com o Brasil, enviou o Ministro Interino de Relações exteriores Addulah Aldoseri, o Sheik, membro da família real, Halid Al Khalifa e outras autoridades do país . O motivo da visita foi o lançamento da Declaração do Rei sobre coexistência pacífica entre povos de diferentes religiões e raças. Esta declaração já foi lançada nos EUA, na Europa e Brasília foi a cidade escolhida para o lançamento na América do Sul. O presidente Jair Bolsonaro, o deputado federal, Eduardo Bolsonaro e o ministro Ernesto Araújo participaram do lançamento da Declaração que tem 5 artigos.

Sheik, membro da família real, Halid Al Khalifa em visita a Igreja Ortodoxa do Lago Sul – Foto: Divulgação

O Centro Global para Coexistência Pacífica, Rei Hamad é um resultado natural da Declaração do Reino do Bahrein e da Cátedra Rei Hamad de diálogo inter-religioso e Coexistência Pacífica que tem bolsas de estudo para estudantes de todo o mundo na Universidade Sapienza de Roma. O objetivo é utilizar das várias ferramentas disponíveis para combater o extremismo, a violência e o ódio, empenhando-se em disseminar a mensagem de paz , amor mútuo e respeito. Todas as religiões são reconhecidas, aceitas e bem vindas no Bahrein, onde existe também a prática de cultos evangélicos. A delegação visitou a Igreja Ortodoxa do Lago Sul no dia 18 e a Catedral de Brasília no dia 20. Em ambos os locais, mensagens de paz, amor e respeito às diferenças foram expressadas.

Publicidade
Artigo anteriorGDF e Organização Pan-Americana da Saúde assinam termo de cooperação
Próximo artigoInscrito no Bolsa Família pode contestar auxílio emergencial negado