Secretário de Saúde participa de cerimônia de graduação dos estudantes da ESCS

Evento foi restrito a dois convidados por aluno para evitar aglomerações

116
Print Friendly, PDF & Email

Uma noite de conquista em um ano conturbado. Assim ficou marcada esta quarta-feira (16) para os formandos da 15ª turma de medicina da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESCS) que finalizaram seu curso e receberam a outorga de grau. O secretário de Saúde e presidente da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) – a mantenedora da ESCS – Osnei Okumoto participou da cerimônia.

“Em toda cerimônia de colação de grau a gente procura observar a emoção de cada um de vocês em estar aqui, recebendo o diploma e demonstrando essa felicidade e essa emoção. Meus parabéns!”, afirmou Osnei ao saudar os novos 72 médicos do Distrito Federal.

“Foi um ano em que vivemos muitos sentimentos e, no dia da nossa colação de grau, todos eles vêm à tona. Todo medo que a gente sentiu por nós e por nossos familiares, a partir do momento em que a gente esteve em contato com pacientes com Covid-19 e voltávamos para casa, as vezes colocando-os em risco”, afirmou o agora médico, Giovanni De Toni, de 27 anos, representante da turma de formandos.

A diretora geral da ESCS, Marta David Rocha, reforçou a importância da graduação dos alunos como um reforço bem-vindo à rede de saúde do DF. “Passam a ser uma força de trabalho importante para atuar nas várias áreas da Secretaria, para garantir uma melhor assistência para a população. São médicos formados pelo SUS e para o SUS”, afirmou Márcia.

Com o intuito de se evitar aglomerações, a colação de grau foi restrita a dois convidados por formando. Os demais familiares e amigos puderam acompanhar toda cerimônia por meio de uma transmissão na internet, fruto de um esforço colaborativo entre os formandos. “É ruim porque a gente queria muito estar próximo, mas a gente conseguiu superar isso e estaremos contando com o carinho de cada familiar nosso, mesmo que a distância”, afirma o formando Gabriel Firmino, de 25 anos.

A ESCS

Criada no ano de 2001, a ESCS é uma instituição de ensino superior pública vinculada à Secretaria de Saúde. Após a graduação, os estudantes podem reforçar a rede de saúde do Distrito Federal ou apoiar as atividades de pesquisa e docência na área da saúde, dentro do âmbito da SES/DF.

A ESCS é a única instituição de ensino superior vinculada a uma Secretária de Estado em todo Brasil. Por ano, são oferecidas 160 vagas nos cursos de medicina e enfermagem destinadas a alunos oriundos do ensino público do DF. Além das modalidades de graduação, a ESCS fornece cursos de pós-graduação, programas de residência médica e residência multiprofissional.